Ciências Naturais, História e os Recursos Minerais no Ceará Colonial (1750-1822)

Marilda Santana Silva, José Adilson Dias Cavalcanti

Resumo


Resumo: Na segunda metade do século XVIII a História Natural em Portugal sofreu profundas transformações. Neste período, a Coroa portuguesa passou a investir com mais intensidade na área das Ciências Naturais e pesquisas sobre a fauna, a flora e os recursos hídricos e minerais de Portugal e das suas colônias do além-mar. Nosso estudo analisou as atividades de pesquisa e possibilidades de extração mineral na capitania do Ceará, que pertencia as Capitanias do Norte da América portuguesa e apontou que a extração mineral no Ceará possibilitou o aproveitamento econômico de inúmeras porções de terras áridas, que recobriam grande parte do território do interior desta capitania.


Palavras-chave


Ciências Naturais; Capitania do Ceará; Minerais; Salitre

Texto completo:

PDF

Referências


ARARIPE, Tristão de Alencar História da Província do Ceará: desde os tempos primitivos até 1850. 2ª ed. Anotada. Fortaleza: Tipografia Minerva, 1958. 1ª ed. de 1867.

CHAPTAL, Jean Antoine. Extracto acerca do methodo de se fazer nitrato de potassa ou salitre. Compilado de Elementos de Chymica. Lisboa, 1796.

DIAS, Maria Odila Leite da Silva. Aspectos da Ilustração no Brasil. A interiorização da metrópole e outros estudos. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Rio de Janeiro, n. 278, Jan/Mar, 1968.

FEIJÓ, João da Silva. Carta Topográfica do Searâ a Mina do Salpetra Descoberta no Sítio da Tatajuba: na Dist.a de 55 Legoas da Villa da Fortalleza. 1820. 1 mapa mss., desenho a tinta ferrogálica, 18 x 23,5cm. Disponível em: http://objdigital.bn.br/ acervo_digital/div_cartografia/cart525963/cart525963.htm.

FERRAZ, Márcia Helena Mendes. A Fabricação da Pólvora e Trabalhos Sobre o Salitre: Portugal e Brasil de Finais do Século XVIII às Primeiras Décadas do Século XIX. In: Kury, Lorelai, et al. (orgs.). Ensaios de História das Ciências no Brasil: das Luzes à nação independente. Rio de Janeiro: Ed. UERJ, 2012.

FERRAZ, Márcia Helena Mendes. A produção de salitre no Brasil Colonial. Revista Química Nova, São Paulo, v. 23, n. 6, 2000.

FIGUEIRÔA, Silvia et al. Aspectos mineralógicos das ‘Viagens Filosóficas’ pelo território brasileiro na transição do século XVIII para o século XIX. História, Ciências, Saúde - Manguinhos, Rio de Janeiro, v.l, 11(3): 713-29, set-dez, 2004.

FONSECA, Paulino Nogueira Borges da. O naturalista João da Silva Feijó. Revista Trimestral do Instituto do Ceará, Fortaleza, ano II, 1888.

FRANCO, José Luiz de Andrade et al. (orgs.). História Ambiental: fronteiras, reservas naturais e conservação da natureza. Rio de Janeiro: Ed. Garamond, 2012.

GANDOLFI, Haira Emanuela, et al. As nitreiras do Brasil do século XVIII e XIX: uma abordagem histórica no ensino de ciências. Revista Brasileira de História da Ciência, Rio de Janeiro, v. 7, n. 2, 2014. GIRÃO, Raimundo. Evolução Histórica Cearense. Fortaleza: Ed. BNB/ETENE, 1985, p. 184-185.

JUNIOR, João Feres; SÁ, Maria Elisa Noronha de. América/Americanos. João Feres Júnior (org.). Léxico da História dos Conceitos Políticos no Brasil. 2. ed. Rev. Ampl. Belo Horizonte: Ed da UFMG, 2014.

KURY, Lorelai Brilhante. Homens de Ciência no Brasil: impérios coloniais e circulação de informações (1780-1810), História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 2, suplemento 1, 2004.

LOPES, Maria Margaret. Os catálogos de Hermann Von Ihering: ‘o archivo’ dos resultados obtidos na exploração científica do Brasil. In: Heizer, Alda; Videira, et. al. (orgs.). Ciência, Civilização e República nos Trópicos. Rio de Janeiro: Ed. Mauad/Faperj, 2010.

MENDES, Josué Camargo, et al. 1971. Geologia do Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Instituto Nacional do Livro, 1971.

NOBRE, Geraldo da Silva. João da Silva Feijó: um naturalista no Ceará. Fortaleza: Ed. Grecel, 1978.

PAULET, Antonio José da Silva. Carta da capitania do Ceará. [Rio de Janeiro]: Lith. do Archivo Militar, 1859. 1 mapa, aquarelado, 66,5 x 65,5 cm em f. 73,2 x 72,5 cm. Disponível em:http://objdigital.bn.br/objdigital2/acervodigital/divcartografia/ cart529227/cart529227.htm.

PEREIRA, Magnus Roberto de Mello. D. Rodrigo e frei Mariano: a política portuguesa de produção de salitre na virada do século XVIII para o XIX. Topoi, Rio de Janeiro, v.15, n.2, 2014.

PEREIRA, Magnus Roberto de Mello. João da Silva [Feijó?]: A trajetória de um homem de ciências luso-brasileiro. In: Pereira, Magnus Roberto de Mello, et al. (orgs.). João da Silva Feijó. Um homem de ciência no Antigo Regime português. Curitiba: UFPR, 2012.

PEREIRA, Magnus Roberto de Mello; CRUZ, Ana Lúcia Barbalho. Instructio Peregrinatoris. Algumas questões referentes aos manuais portugueses sobre métodos de observação filosófica e preparação de produtos naturais da segunda metade do século XVIII. In: Kury, Lorelai; Gesteira, et al. (orgs.). Ensaios de História das Ciências no Brasil: das Luzes à nação independente. Rio de Janeiro: Ed. UERJ, 2012.

PUNTONI, Pedro. Guerra dos Bárbaros: Povos Indígenas e a Colonização do Sertão Nordeste do Brasil (1650-1720). São Paulo: Ed. Hucitec/FAPESP, 2002.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da. Um grande inventário da natureza: políticas da Coroa em relação ao Brasil na segunda metade do século XVIII. In: Gesteira, Heloisa Meireles et al. (orgs.). Formas do Império. Ciência, tecnologia e política em Portugal e no Brasil. Séculos XVI ao XIX. Rio de Janeiro: Ed. Paz & Terra, 2014.

SOARES, José Paulo & FERRÃO, Cristina. (orgs.). Memória Colonial do Ceará (1752–1754). Fortaleza: Kapa Editorial, 2012.

SPIX, Johann B. Von, MARTIUS, Karl F.P. Von. Viagem pelo Brasil: 1817-1820. V. 2, Belo Horizonte: Ed. Itatiaia/Ed. USP, 1981.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2021.39.1.18

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

             


                          

 

 

  Endereço: Avenida da Arquitetura, s/n, Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) - 10º andar, CEP: 50740-550, Cidade Universitária, Recife-PE, Brasil. Email: editorclio@gmail.com. Fone: +55 (81)2126-8291