Cangaceiros e "cowboys": Indicadores para um estudo comparativo (Cangaceiros and cowboys: Inidicators for a comparative study)

José Luciano Cerqueira

Resumo


Ao tentarmos esboçar as linhas gerais do que poderia vir a ser um exercício de análise histórico-cultural de duas figuras razoavelmente definidas, do ponto de vista de suas coordenadas históricas, mas Igualmente envolvidas em todo um processo de estereotipação cultural, quais sejam as figuras do "Cowboy" e do cangaceiro, na realidade estamos a nos defrontar com uma série de problemas, que, em suas linhas gerais, podem ser resumidos a dois: a primeira, trata-se, para o historiador, de tentar reconstituir o universo em que ambas as figuras viveram uma experiência definida, com todo o leque abrangente de fatores que permitem uma caracterização segura do mesmo. A segunda, trata-se de determinar que  funções simbólicas ambas as figuras desempenharam, em diferentes épocas.

In trying to outline what might be an exercise in historical-cultural analysis of two reasonably defined figures from the point of view of their historical coordinates, but equally involved in a whole process of cultural stereotyping, which are the figures of the "cowboy" and the "cangaceiro", we are actually facing a series of problems, which, in general, can be summarized in two: the first, for the historian, is trying to reconstruct the universe in which both figures lived a definite experience, with the full range of factors that allow a safe characterization of them. The second, is to determine which symbolic functions both figures performed at different times.


Palavras-chave


Cangaceiros; Cowboys; Brasil; Brazil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas