“Highly important! Revolution in Brazil”: a divulgação da república de Pernambuco de 1817 nos Estados Unidos

Flávio José Gomes Cabral

Resumo


O artigo busca estudar as articulações do governo republicano instalado em Pernambuco em 1817 com o governo norte-americano, através de seus emissários, entre eles, Antônio Gonçalves da Cruz, o Cabugá, que não mediu esforços para assinar acordos importantes em benefício da jovem república instalada no Norte do Brasil.


Palavras-chave


Revolução de 1817; Estados Unidos; Missão Cabugá

Texto completo:

PDF

Referências


Arquivo Histórico do Itamaraty, Rio de Janeiro, lata 195, maço 4, pasta 5.

Arquivo Histórico do Itamaraty. Coleções especiais. Lata 195. Maço 4, pasta, 5.

Arquivo Histórico do Itamaraty. Lata 195, maço 04, pasta 04.

Arquivo Histórico do Itamaraty. Lata 195, maço 04, pasta 05.

BOURBON, Léon. José Corrêa da Serra Bourdon: Ambassadeur du Royaume-Uni de Portugal et Brésil a Washington (1816-1820). Paris: Fundação Caloustre Gulbenkian, Centro Cultural Português, 1975. (Fontes Documentais Portuguesas-VII), p. 326.

CARVALHO, Marcus J. M. de. Cavalcanti e cavalgados: a formação das alianças políticas em Pernambuco, 1817-1824, Revista Brasileira de História, v. 18, n. 36, São Paulo, p. 331-366, 1998. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-01881998000200014&script=sci_arttext. Acesso em: 20.12.2014.

CUMIFORD, William Lloyd. Political Ideology in United States Brazillian Relations, 1808-1894. Phd (Dissertation in History). Faculty of Texas, 1977, p. 15.

DIAS, Maria Odila Leite da Silva Dias. A interiorização da metrópole e outros estudos. São Paulo: Alameda, 2005, p. 138.

DOCUMENTOS Históricos. Revolução de 1817. Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional, 1954, p. 265, v. CIX.

DOCUMENTOS históricos. Revolução de 1817. Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional, 1954, p. 261-262, v. CIII.

DOCUMENTOS históricos. Revolução de 1817. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1953, p. 11, 12, 13, vol. CI.

DOCUMENTOS históricos. Revolução de 1817. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 1953, p. 18-19, v. CI. A carta que se encontra no Arquivo do Departamento de Estado Norte-Americano “Notes from Pernambuco (Republic)” foi divulgada por KAHLER, Mary Ellis. Relations between Brazil and United States, 1815-1825, with especial reference to the revolutions of 1817 and 1824. Phd (History) – The American University, Faculty of the College of Arts and Sciences, Washington, 1968, p. 88.

FITZ, Caitlin A.. “A stalwart motor of revolutions”: an American merchant in Pernambuco, 1817-1825”, The Americas, 65:1, July 2008, p. 40-41.

HLER, Mary Ellis. Relations between Brazil and the U.S., 1815-1825, with especial reference to the revolutions of 1817 and 1824,Washington, The American University, Faculty of the College of Arts and Sciences (Phd History), p. 87.

HOME, Gerald. O Sul mais distante: o Brasil, os Estados Unidos e o tráfico de escravos africanos, São Paulo: Companhia das Letras, 2010, p. 38.

LEITE, Glacyra Lazzari. Pernambuco 1817: estrutura e comportamentos sociais. Recife: FUNDAJ, Ed. Massangana, 1988, p. 192.

LEITE, Glacyra Lazzari. Pernambuco 1817: estrutura e comportamentos sociais. Recife: FUNDAJ, Ed. Massangana, 1988, p. 200-201.

LEITE, Glacyra Lazzari. Pernambuco 1817: estrutura e comportamentos sociais. Recife: FUNDAJ, Ed. Massangana, 1988, p. 222-225;

LIMA; SILVA, Luiz Geraldo; PIMENTA, João Paulo G. Pernambuco, Rio da Prata e a crise do Antigo Regime na América ibérica: o “caso” de Félix José Tavares Lira. Estudos Ibero-americanos, v. 36, n. 2, Porto Alegre, PUCRS, 2010, p. 316 320.

Léon Bourdon, José Corrêa da Serra Bourdon: Ambassadeur du Royaume-Uni de Portugal et Brésil a Washigton (1816-1820), Paris, Fundação Caloustre Gulbenkian, 1975, p. 270-271. (Fontes Documentais Portuguesas-VII).

Léon Bourdon. José Corrêa da Serra Bourdon: Ambassadeur du Royaume-Uni de Portugal et Brésil a Washigton (1816-1820). Paris: Fundação Caloustre Gulbenkian, Centro Cultural Português, 1975. (Fontes Documentais Portuguesas-VII), p. 285.

LIMA, Oliveira. Anotações. In: TAVARES, Muniz. História da Revolução de Pernambuco de 1817. Recife: Governo do Estado de Pernambuco, 1969, p. 353-358.

LIMA, Oliveira. Dom João VI no Brasil. 3ª . Ed. Rio de Janeiro: Topbooks, 1996, p. 505.

LIMA, Oliveira. Dom João VI no Brasil. 3ª . Ed. Rio de Janeiro: Topbooks, 1996, p. 507.

MARTINS, Joaquim Dias. Os mártires pernambucanos victimas da liberdade nas duas revoluções ensaiadas em 1710 e 1817. 2ª Ed. Recife: Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco, s.d, p. 321.

MARTINS, Joaquim Dias. Os mártires pernambucanos victimas da liberdade nas duas revoluções ensaiadas em 1710 e 1817, 2ª Ed. Recife, Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco, s.d, p. 321. COSTA, F. A. Pereira da. Dicionário biográfico de pernambucanos célebres. 2ª Ed. Recife, Fundação de Cultura da cidade do Recife, 1982, p. 100-103.

MORA, Fernando López. Pobreza y acción social en Córdoba (1750-1900). Córdoba: Servicio de Estado de Investigación; Madrid: Secretaria de Estado de Investigación, Dessarollo e Innivación, 2014, p. 238.

MOURÃO, Gonçalo de Barros Carvalho e Mello. A revolução de 1817 e a história do Brasil: um estudo de história diplomática. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2009, p. 137.

MOURÃO, Gonçalo de Barros Carvalho e Mello. A Revolução de 1817 e a história do Brasil: um estudo de história diplomática. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2009, p. 59.

MOURÃO, Gonçalo de Barros Carvalho e Mello. A revolução de 1817 e a história do Brasil: um estudo de história diplomática. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2009, p. 96.

SAFIER, Neil, A chegada da corte portuguesa na ótica norte-americana, Revista USP, São Paulo, nº 79, p. 50, 2008.

TAVARES, Muniz. História da Revolução de Pernambuco de 1817. 2ª ed. Recife: Governo do Estado de Pernambuco, 1969, p. 104.

TAVARES, Muniz. História da Revolução de Pernambuco de 1817. Recife: Governo do Estado de Pernambuco, 1969, p. 57.

TAVARES, Muniz. História da Revolução de Pernambuco de 1817. Recife: Governo do Estado de Pernambuco, 1969, p. 375.

VEIGA, Gláucio. O cônsul Joseph Ray, os Estados Unidos e a Revolução de 1817, Revista do Instituto Arqueológico,Histórico e Geográfico Pernambucano, v. LII, Recife, p.272, 1979.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas