PUNIDA E INSUBMISSA: ESCÂNDALO NO CONVENTO DA LAPA EM SALVADOR.

Maria Beatriz Nizza da Silva

Resumo


O artigo apresenta rica documentação referente à reclusão punitiva imposta a uma senhora casada, de nível social elevado, em Salvador entre 1788 e 1807. Trata-se de um estudo de caso que evidencia o papel das instituições de reclusão feminina nas relações familiares. Nesse sentido, destaca o empenho de pessoas e de diversas instituições na preservação da honra da mulher casada. Por outro lado, aponta para o comportamento da mulher submetida à reclusão, que poderia ir da submissão ao pedido de divórcio, passando pelo comportamento transgressor. Tem por conclusão primeira a importância dos estudos sobre as instituições de reclusão feminina em análises sobre a família colonial. A segunda é a constatação de que as relações conjugais, no Antigo Regime, não pertenciam à esfera privada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

             


                          

 

 

  Endereço: Avenida da Arquitetura, s/n, Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) - 10º andar, CEP: 50740-550, Cidade Universitária, Recife-PE, Brasil. Email: editorclio@gmail.com. Fone: +55 (81)2126-8291