QUE APERTO DAR AO NÓ? TURBULÊNCIAS AUTONOMISTAS E MEDOS CENTRALISTAS NA REGÊNCIA.

Rosa Maria Godoy Silveira

Resumo


Uma releitura do período inicial da Regência, no Brasil imperial, mais especificamente, sobre o processo de configuração do poder sob o ângulo das relações entre Centro-províncias e dos projetos políticos em curso na conjuntura 1831-1834. Aponta-se como o embate entre as várias correntes políticas vai sendo conduzido para a esfera institucional e se buscando soluções constitucionais para a organização do Estado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores: