QUE APERTO DAR AO NÓ? TURBULÊNCIAS AUTONOMISTAS E MEDOS CENTRALISTAS NA REGÊNCIA.

Rosa Maria Godoy Silveira

Resumo


Uma releitura do período inicial da Regência, no Brasil imperial, mais especificamente, sobre o processo de configuração do poder sob o ângulo das relações entre Centro-províncias e dos projetos políticos em curso na conjuntura 1831-1834. Aponta-se como o embate entre as várias correntes políticas vai sendo conduzido para a esfera institucional e se buscando soluções constitucionais para a organização do Estado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                          

             

 ISSN: 0102-9487  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com