Uma capa de velhacos? Os conselhos de governo e a organização político-administrativa provincial

Renata Silva Fernandes

Resumo


Neste artigo, propomos uma análise das constantes ressignificações sobre o papel dos Conselhos de Governo na organização político-administrativa das províncias do Império do Brasil. Consideramos, nomeadamente, os debates em torno de suas criações na Assembleia Constituinte de 1823 e o posterior acréscimo de atribuições a partir de uma legislação debatida e publicada durante o Primeiro Reinado e anos inicias da Regência; as discussões que levaram a suas extinções em 1834, com a publicação do Regimento dos Presidentes de província; e as percepções sobre a experiência ofertada por suas atuações presentes nas propostas elaboradas na segunda metade do século XIX para a reinstituição de Conselhos para os Presidentes de província.


Palavras-chave


Império do Brasil; Conselhos de Governo; Executivo provincial

Texto completo:

PDF

Referências


ÁLVAREZ, Carlos Forcadell & MATEO, María Cruz Romeo (orgs.). Provincia y Nación. Los territorios del liberalismo. Zaragoza: Institución Fernando el Católico, 2006.

BARATA, Alexandre Mansur. A Revolta do Ano da Fumaça. In: Revista do Arquivo Público Mineiro. Belo Horizonte, ano L, n. 1, jan./jun. 2014.

BASILE, Marcello. O laboratório da nação: a era regencial (1831 - 1840). In: GRINBERG, Keyla & SALLES, Ricardo (org.). O Brasil Imperial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010. v. 2.

BERBEL. Márcia Regina. A nação como artefato: deputados do Brasil nas Cortes portuguesas, 1821- 1822. São Paulo: Hucitec: Fapesp, 1999.

FONSECA, Silvia Carla Pereira Brito. Federalismo: a experiência americana de um conceito (1820 – 1835). Locus: Revista de História, Juiz de Fora, v.36, n.01. p. 85-116, 2013.

GIL PUJOL, Xavier. Tiempo de política: perspectivas historiográficas sobre la Europa moderna. Barcelona: Universitat de Barcelona, 2006.

GOUVÊA, Maria de Fátima. O Império das Províncias: Rio de Janeiro, 1822-1889. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

HESPANHA, António Manuel. História das instituições: épocas medieval e moderna. Coimbra: Almedina, 1982.

HESPANHA, António Manuel. Pequenas Repúblicas, Grandes Estados. Problemas de organização política entre Antigo Regime e Liberalismo. In: JANCSÓ, István (org.) Brasil: formação do Estado e da Nação. São Paulo - Ijuí: Hucitec, 2003.

JANCSÓ, István e PIMENTA, João Paulo. Peças de um mosaico (ou apontamentos para o estudo da emergência da identidade nacional brasileira). In: MOTA, Carlos Guilherme (org.). Viagem incompleta: A experiência brasileira (1500-2000). Formação: histórias. São Paulo: Senac, 2000.

MARTINS, Maria Fernanda Vieira. A velha arte de governar: um estudo sobre política e elites a partir do Conselho de Estado (1842-1889). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2007.

OLIVEIRA, Carlos Eduardo França de. Poder local e palavra impressa: São Paulo, 1824-1834. Dissertação (Mestrado em História) – USP, São Paulo, 2009.

SLEMIAN, Andréa. Sob o Império das Leis: constituição e unidade nacional na formação do Brasil (1824-1834). Tese (Doutorado em História) – USP, São Paulo, 2006.

VELLASCO, Ivan de Andrade. Juízes de paz, mobilização e interiorização da política: algumas hipóteses de investigação das formas de justiça local e participação política no Império (1827-1842). In: CARVALHO, José Murilo; PEREIRA, Miriam Halpern; RIBEIRO, Gladys Sabina & VAZ, Maria João. Linguagens e fronteiras do poder. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas