PRÁTICAS E CONTRADIÇÕES DA POLÍTICA INDIGENISTA NO COTIDIANO DAS RELAÇÕES INTERÉTNICAS NO NORTE DA CAPITANIA DE GOIÁS - SÉCULO XVIII.

Juciene Ricarte Apolinário

Resumo


Busca-se realizar uma análise das práticas da política indigenista portuguesa na Capitania de Goiás, especificamente, na sua região norte do Século XVIII traduzida na sua legislação. Esta última revelando-se ao longo do período setecentista, contraditória e multifacetada. As leis acerca da problemática indígena, expedidas para todo o Brasil, muitas vezes não eram aplicadas na íntegra na Capitania de Goiás, como foi o caso do Diretório dos índios, em grande medida devido às práticas de resistência dos povos indígenas daquela região. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

             


                          

 

 

  Endereço: Avenida da Arquitetura, s/n, Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) - 10º andar, CEP: 50740-550, Cidade Universitária, Recife-PE, Brasil. Email: editorclio@gmail.com. Fone: +55 (81)2126-8291