CATIVOS "INDOLENTES". O COTIDIANO DO TRABALHO ESCRAVO NO SÉCULO XIX EM OLINDA.

Robson Pedrosa Costa

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir acerca do cotidiano do trabalho escravo entre 1871 e 1888, tendo como cenário principal a cidade de Olinda, antiga capital da província de Pernambuco. Com base nos dados encontrados na Lista de Classificação de Escravos de 1876, foi possível traçar importantes aspectos do 'mundo do trabalho' escravo, principalmente no que se refere às atividades ocupacionais, que foram agrupadas em quatro categorias: portas adentro, portas a fora, agricultura e artesanato. O texto procura ainda articular tais dados a questões mais gerais do período, considerando o contexto de crise da mão-de-obra escrava, o tráfico interno e o emancipacionismo, assim como a tentativa senhorial de instituir uma disciplina de trabalho que muitas vezes se chocava com os 'ritmos' e 'tempos' do cotidiano da escravidão.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

                        

                

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         em 20. Set. 2018 Contador de visitas