OUVINDO AS NARRATIVAS DOS PROCURADORES DA JUSTIÇA E DOS JORNALISTAS.

Alzira Alves de Abreu

Resumo


O texto apresenta as relações entre procuradores da justiça e a imprensa a partir da análise da "Chacina da Candelária", ocorrida em julho de 1993 no Rio de Janeiro. Analisamos os depoimentos orais que obtivemos com os procuradores da justiça e com jornalistas que atuaram no acontecimento. A análise nos permitiu dizer que a aliança entre mídia e procuradores é ao mesmo tempo solidária e conflituosa. A pressa em dar respostas à mídia levou a justiça a cometer inúmeros erros.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

             


                          

 

 

  Endereço: Avenida da Arquitetura, s/n, Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) - 10º andar, CEP: 50740-550, Cidade Universitária, Recife-PE, Brasil. Email: editorclio@gmail.com. Fone: +55 (81)2126-8291