Aspectos do liberalismo moderado na Província do Ceará dos anos 1830

Gustavo Magno Barbosa Alencar

Resumo


Neste artigo, buscaremos entender as concepções do pensamento político liberal moderado que embasou os sujeitos que atuaram no processo de constituição deste partido no Ceará. Este se formou a partir de intensas articulações entre os anos de 1830 e 1837. Através de jornais, ofícios, proclamações e outras formas documentais é que esta empreitada será viabilizada, entendendo que por meio da compreensão dos usos do vocabulário político é possível aprofundar os significados da cultura política liberal posta em prática.


Palavras-chave


liberalismo moderado; Vocabulário político; Província do Ceará

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, Gustavo Magno Barbosa. Pelas tramas da política: a constituição do partido liberal moderado na província do Ceará (1830-1837). Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em História, Fortaleza (CE), 2014.

BASILE, Marcello Otávio Neri de Campos. O Império em construção: projetos de Brasil e ação política na Corte Regencial. Tese (Doutorado em História Social) – Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

BOURDIEU, Pierre. O Poder simbólico. 14. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010

CARVALHO, José Murilo. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 11. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008, p. 9 – 10.

COSTA, Vivian Chieregati. Codificação e formação do Estado-nacional brasileiro: o Código Criminal de 1830 e a positivação das leis no pós-Independência. Dissertação (Mestrado em Culturas e Identidades Brasileiras) – Instituto de Estudos Brasileiros, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

FELIX, Keile Socorro Leite. “Espíritos inflamados”: a construção do Estado nacional brasileiro e os projetos políticos no Ceará (1817 – 1840). Dissertação (Mestrado em História Social) – Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.

FERES JÚNIOR, João (org.). Léxico da história dos conceitos políticos no Brasil. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009, p. 58.

GUIMARÃES, Hugo Victor. Deputados provinciais e estaduais do Ceará: Assembleia Legislativa 1835 – 1947. Fortaleza: Ed. Jurídica Ltda., 1951.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. A herança colonial – sua desagregação. In: _________ (org.). História Geral da Civilização Brasileira. O Brasil Monárquico: o processo de emancipação. 2. ed. t. II. 1º volume. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1965.

NEVES, Lúcia Maria Bastos Pereira das. Corcundas e constitucionais: a cultura política da Independência (1820-1822). Rio de Janeiro: Editora Revan/ FAPERJ, 2003.

MATTOS, Ilmar Rohloff. O tempo saquarema. 5. ed. São Paulo: Hucitec, 2004, p. 128.

MOREL, Marco. As transformações dos espaços públicos: imprensa, atores políticos e sociabilidades na Cidade Imperial (1820 – 1840). 2ª ed. São Paulo: Editora Hucitec, 2010.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Desafios e possibilidades na apropriação de cultura política pela historiografia. In: _________. Culturas políticas na História: novos estudos. Belo Horizonte: Argvmentvm Editora, 2009

RÉMOND, René. Introdução à história do nosso tempo: do Antigo Regime aos nossos dias. 4. ed. Lisboa: Gradiva, 2011, p. 118.

RIBEIRO, Gladys Sabina. O desejo da liberdade e a participação de homens livres pobres e “de cor” na Independência do Brasil. Cadernos Cedes, v. 22, n. 58, p. 21-45, dezembro/2002. Disponível em: . Acesso em: 8 jan. 2014.

RODRIGUES, Antonio E. M.; FALCON, Francisco J. C.; NEVES, Margarida de S. A Guarda Nacional no Rio de Janeiro (1831-1918). Rio de Janeiro: PUC-RJ, 1981.

SILVA, Wlamir. Liberais e povo: a construção da hegemonia liberal-moderada na província de Minas Gerais (1830 – 1834). São Paulo: Aderaldo & Rothschild; Belo Horizonte: FAPEMIG, 2009, p. 197.

SOUZA, Iara Lis Franco Schiavinatto Carvalho. A pátria coroada: o Brasil como corpo político autônomo 1780 – 1831. Tese (Doutorado em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

STUDART, Barão de. Conselho Geral da Província do Ceará. Revista do Instituto do Ceará, t. XXXVI, 1922.

STUDART, Guilherme. Diccionário bio-bibliográphico cearense II. Edição fac-simile. Fortaleza: Iris; Secult, 2012 (1913), p. 105.

THÉBERGE, Dr. Pedro. Esboço histórico sobre a província do Ceará. t. III. Edição fac-sim. Fortaleza: Fundação Waldemar Alcântara, 2001b (1895).

THOMPSON, E. P. A miséria da teoria ou um planetário de erros: uma crítica ao pensamento de Althusser. Tradução de Waltensir Dutra. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2016.34.2.al.03

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas