Mulheres pedindo Justiça: Processos criminais no Vice-Reinado do Prata (século XVIII)

Rafael Ruiz

Resumo


A finalidade deste artigo é a de fazer ouvir as vozes das mulheres que, no Vice-reinado do Prata, no final do século XVIII, reclamaram por justiça perante os juízes ordinários, exigindo um tratamento digno e uma sentença justa, e conseguiram ganhar as suas causas.

            Para este trabalho foram consultados um total de cem processos criminais manuscritos, dos quais mais de cinquenta envolviam crimes como maus tratos, rapto, incesto, amancebamento ou concubinato, estupros e lesões corporais ou injúrias.

            A partir dos autos dos processos procurarei mostrar como essas mulheres explicavam, na justiça, as violências e as injustiças a que se viam submetidas na sua vida doméstica, como se viam e se entendiam a si mesmas e aos seus maridos, companheiros e familiares e os fundamentos em que os juízes se basearam para prolatarem as suas sentenças.


Palavras-chave


História da Justiça; Violência doméstica; América espanhola

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                          

             

 ISSN: 0102-9487  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com