A CIDADE E SUAS REPRESENTAÇÕES: MANAUS NO SÉCULO XIX (1850- 1883).

Bruno Miranda Braga

Resumo


 

O objetivo central deste artigo é discutir e apresentar elementos que evidenciem as práticas cotidianos de uma cidade:  Manáos no segundo quartel do século XIX, que se tornara um local de sociabilidades múltiplas, onde uma miscelânea de pessoas do além-mar resolvera toma-la como local para residência, ou geração de renda. Nessa perspectiva, a visão dos “de fora” se distancia e muito da elite local, pois para esta última, a cidade ostentava o “orgulha da civilização” e seus habitantes todos já haviam deixados para trás os costumes e hábitos da Manáos de outrora, ligada ao atraso, ao incivil, ao rio e aos indígenas.  Partimos especialmente da análise iconográfica presente no álbum souvenir da Exposição de Chicago de 1883, onde Manaus foi apresentada como um lugar de riqueza e civilização e o entorno da Província, um lugar de ruralismo e natureza extensa.


 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


                          

             

 ISSN: 0102-9487  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com