“Vivemos sob o império do punhal do assassino...”:criminalidade e polícia no Recife do Século XIX (1860-1889)

Wellington Barbosa da Silva

Resumo


Na segunda metade do século XIX, diversos documentos (produzidos pela burocracia administrativa e policial, mas também por cidadãos comuns e jornalistas) davam a impressão de que o Recife vivia às voltas com um renitente e crescente quadro de criminalidade. Os furtos, roubos e homicídios seriam constantes e a polícia não conseguia controlar ou pelo menos limitar a ação dos facinorosos. O objetivo desse artigo é justamente discutir esse contexto histórico tão distante no tempo, mas ao mesmo tempo tão próximo de nós, na atualidade, qual seja: uma onipresente criminalidade e a constante requisição, feita por diversos segmentos da sociedade, de um policiamento regular e eficiente – visto como o antídoto certo para a coibição dos delitos e a instauração da segurança pública.


Palavras-chave


Criminalidade; Polícia; Recife

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Sergio; LAMIN, Cristiane. Medo, violência e insegurança. In: LIMA, Renato Sergio de; PAULA, Liana de (Orgs.). Segurança pública e violência: o estado está cumprindo o seu papel? São Paulo: Contexto, 2008.

BAYLEY, David H.; SKOLNICK, Jerome H. Nova polícia: inovações nas polícias de seis cidades norte-americanas. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

CASTRO, Lola Aniyar de. Criminologia da libertação. Rio de Janeiro: Revan, ICC, 2005.

DOLHNIKOFF, Miriam. O pacto imperial: origens do federalismo no Brasil. São Paulo: Globo, 2005.

FREYRE, Gilberto. Um engenheiro francês no Brasil: Diário íntimo de Louis Léger Vauthier; cartas brasileiras de Louis Léger Vauthier. Rio de Janeiro: José Olympio, 1960, t. 2.

MARTINS, Marcelo Thadeu Quintanilha. “Policiais habilitados não se improvisam”: a modernização da polícia paulista na Primeira República (1889-1930). In: Revista de História, São Paulo, n. 164, jan.-jun. 2011.

PRADO, JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo. 22. ed.São Paulo: Brasiliense, 1992.

REINER, Robert. A política da polícia. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004.

SILVA, Wellington Barbosa da. Sob o Império da necessidade: Guarda Nacional e policiamento no Recife oitocentista (1830-1850). Clio – Revista de Pesquisa Histórica, Recife, n. 28.2, pp. 91-111, 2010.

URICOECHEA, Fernando. O minotauro imperial: a burocratização do Estado patrimonial brasileiro no século XIX. Rio de Janeiro: Difel, 1978.




DOI: https://doi.org/10.22264/clio.issn2525-5649.2016.34.1.do.120-140

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 .

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Indexadores:

                    

                                   

 

eISSN: 2525-5649  Av. da Arquitetura, s/n CFCH-10°Andar, CDU - Recife-PE - CEP: 50740-550 Fone:+55(81)2126-8292  editorclio@gmail.com

                                                                                                                                                                         desde 20. Set. 2018  Contador de visitas