A ESCOLA QUE QUEREMOS” O DEVIR-ESCOLA NA EXPERIÊNCIA DO MOVIMENTO DE OCUPAÇÃO

Robson Guedes da Silva, Diogo Pedro da Silva Fernandes

Resumo


INTRODUÇÃO:  Podemos a partir das narrativas dos estudantes que  protagonizaram o movimento de ocupações nas escolas e universidades no estado de Pernambuco, que se consolidou também em vários estados do país, possuindo dentre seus objetivos o protestar contra a aprovação na Câmara dos deputados e no Senado federal da Proposta de Ementa Constitucional 55 (PEC 55), que visa o congelamento dos investimentos em saúde e educação por 20 anos, bem como, contra a medida provisória de reforma do Ensino Médio (MP 746). As ocupações detinham também outras pautas locais em suas respectivas unidades de ensino, todavia, reverberavam em uma mesma insatisfação: a precarização da educação no Brasil. Assumimos então nesta pesquisa a seguinte questão: quais são as narrativas dos estudantes das ocupações acerca da escola que desejam?

Texto completo:

PDF

Referências


DELEUZE, G. Conversações. Belo Horizonte: Editora 34, 2013.

LAROSSA, Jorge. Pedagogia Profana. Danças, piruetas e mascaradas. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

LARROSA, J. Tremores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)