O PRECONCEITO RACIAL NO COTIDIANO ESCOLAR RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS

Suely Marilene Silva, Fernanda Carvalho, Aglairis Claudine de Sousa

Resumo


Este trabalho teve como objetivo buscar descrever e analisar alguns procedimentos pedagógicos que levam as atitudes discriminatórias em relação aos alunos negros em sala de aula e na família. Sustento o conteúdo com uma pesquisa cujos fundamentos foram extraídos de grandes autores em suas referências, a partir das considerações destes autores analisei seus procedimentos históricos veiculados em livros investigativos e paradidáticos. Espera-se que os procedimentos possam fazer parte do uso em cotidiano de uma transmissão de conscientização do valor do ser humano, enquanto gente, e não por sua cor/raça. Observa-se que a pesquisa demonstrou a valorização do negro e sua origem, fazendo com isso uma ligação entre o trabalho do professor em sala de aula e os métodos pedagógicos para uma socialização entre o branco e o negro, ensinando-os respeito em convivência na escola, família e sociedade.


Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Julio (org.). Diferenças e preconceitos na escola. (São Paulo: Summus, 1998). ASSIS, M. D.P., CANEN, A. Identidade negra e espaço educacional: Vozes, histórias e contribuição do multiculturalismo. Cadernos de Pesquisas, n. 34, p. 709-724, set. /Dez 2004. ARANHA, MM L. de A. Filosofia da educação. São Paulo: Moderna, 1989. CANDAU, Vera Maria (coord.). Somos todos iguais? Escola, discriminação e educação em direitos humanos. Rio de Janeiro; DP&A, 2003. p. 176.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Semana  Pedagógica ISSN 2595-1572 (on line)