Como Nós Pensamos

Alan H. Schoenfeld

Resumo


Durante os últimos 30 anos, tenho desenvolvido uma teoria de como as pessoas tomam decisões “no momento” como eles se engajam em atividades complexas. Aqui estão as principais questões que eu faço, supondo que uma pessoa está engajada em uma atividade complexa, como o ensino: O que determina o que essa pessoa faz, em uma base momento a momento, como ele ou ela se engaja nessa atividade? Quais os recursos que a pessoa recorre, e por quê? O que molda as escolhas que a pessoa faz? O que conta para a eficácia (na resolução de problemas, o sucesso ou fracasso) dos esforços dessa pessoa? Meu foco principal é no ensino de Matemática. Eu afirmo que, se você sabe o suficiente sobre o conhecimento do professor, objetivos e crenças, você pode explicar todas as decisões que ele ou ela faz enquanto ensina. Neste artigo eu forneço alguns exemplos, mostrando o que molda a tomada de decisão dos professores, e eu explico a teoria. A ideia central é que uma tomada de decisão do professor pode ser modelada como uma função do conhecimento e recursos do professor, metas, crenças e orientações.

 

Palavras-chave: Ensino, Tomada de Decisão, Metas, Crenças, Orientações.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES E BASES DE DADOS

GOOGLE ACADÊMICO

UCL INSTITUTE OF EDUCATION LIBRARY

PKP | INDEX

EDUBASE

Tópicos Educacionais - ISSN 0101-8701 (impresso) 2448-0215 (on line)