AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL E NO PARAGUAI: IMPLICAÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO MERCOSUL EDUCACIONAL

Giselle Cristina Martins Real

Resumo


O objetivo é explicitar os nexos entre as políticas de avaliação adotadas por Brasil e Paraguai na construção de um espaço mercosulino de educação. Tem como pressuposto que o Processo de Bolonha influenciou o processo de avaliação formulado para o espaço do Mercosul Educacional (SEM). Adotou-se como procedimentos metodológicos a análise dos instrumentos de avaliação utilizados por Brasil e Paraguai e da legislação desses dois países, procurando explicitar suas congruências e incongruências diante da constituição de um espaço comum de educação. Em síntese, pode-se inferir que a política de avaliação da educação superior no Paraguai é desenvolvida a partir da influência das ações desenvolvidas pelo SEM. Observou-se que a configuração de um espaço mercosulino de educação superior está longe de ser alcançada nos próximos anos, tendo como parâmetro as medidas desencadeadas até o presente momento, que incluem a constituição do MEXA, do ARCU-SUL e dos programas de mobilidade como Marca e PMM, como principais ações nessa direção. Incipiência e morosidade de ações induzem à adoção de estratégias individualizadas por parte dos países membros no processo de avaliação e acreditação de cursos, como é o caso do Programa Revalida no Brasil.


Palavras-chave


Educação superior, Mercosul, Política educacional, Avaliação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51359/2448-0215.2013.22346

                                                                                                   

                                               A revista utiliza a licença https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/


                                                                                                    BUSCADORES

                                                                                                  

 

                                                                                                    INDEXADORES

 
                                                 
                                                               

_____________________________________________________________________________________________________________________