CONCEPÇÕES DISTINTAS DE ALFABETIZAÇÃO: ONDE ESTÁ A DIFERENÇA?

Ana Carolina Perrusi Alves Brandão

Resumo


Resumo Este artigo analisa os resultados de duas tarefas relativas à aquisição da leitura e escrita, realizadas com alunos concluintes da série de alfabetização de duas escolas particulares do Recife. As escolas selecionadas diferem em termos de sua concepção de alfabetização e, conseqüentemente, defendem ações pedagógicas distintas. A partir do desempenho dos alunos nas tarefas propostas discutem-se possíveis relações entre diferentes concepções de alfabetização e os efeitos para a formação do leitor e produtor de textos.


Texto completo:

PDF


 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ