AS IMPLICAÇÕES DA VISÃO DE MUNDO NA FORMAÇÃO DO LEITOR LITERÁRIO

Alisson Jefferson Valentim da Silva, Davidson Monteiro

Resumo


Este artigo apresenta as implicações que as visões de mundo inerentes aos textos literários ensejam sobre a formação do leitor no espaço escolar. Para tanto, o referencial teórico abordou desde o próprio conceito de cosmovisão até os postulados da Teoria Literária acerca desta faceta da literatura. Tendo em vista as recomendações das OCNEM (2006) para a inscrição da literatura em sala de aula, elaboramos apontamentos tanto para o seu ensino quanto para a sua leitura, de modo que ambos os procedimentos levem em conta este aspecto do texto artístico para a formação de leitores literários. A pertinência do conceito de cosmovisão para os estudos literários e a formação do leitor surge da premissa de que no texto literário estão impressos componentes históricos ou culturais que articulam a visão de mundo, quer do autor, quer do “eu” que se exprime através do texto; e que, por esta razão, o leitor deve ajustar sua perspectiva de leitura sob a pena de não obter o máximo da leitura que faz.

Palavras-chave


Cosmovisão, Literatura, Ensino, Leitura

Texto completo:

PDF

Referências


BAJOUR, Cecília. Ouvir nas entrelinhas: o valor da escuta nas práticas de leitura. Tradução de Alexandre Morales. São Paulo: Editora Pulo do Gato, 2012.

BRASIL. Orientações Curriculares Nacionais. Linguagens, códigos e suas tecnologias, vol. 1. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

CALVINO, Ítalo. Por que ler os clássicos. Tradução de Nilson Moulin. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

CÂNDIDO, Antonio. O Direito à Literatura. In.: MELO, Aldo de (org.). O Direito à Literatura. Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2012.

COUTINHO, Afrânio. A literatura no Brasil, v. 6. São Paulo: Global, 1999.

DILTHEY, Wilhelm. A essência da filosofia. Tradução de Marco Antônio Casanova. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

_________________. Teoria das concepções do mundo. Lisboa: Edições 70, 1992.

FOSTER, Thomas C.. Para ler literatura como um professor: um guia ágil e curioso que ajuda a ler nas entrelinhas. Tradução de Frederico Dantello. São Paulo: Lua de papel, 2010.

HIEBERT, PAUL G.. Transformando cosmovisões: uma análise antropológica de como as pessoas mudam. Tradução de Carlos E. S. Lopes. São Paulo: Vida Nova, 2016.

IOKOI, Zilda Márcia Grícoli (org.). A escrita do historiador: cosmovisões em conflito. São Paulo: Editora UNESP, 2018.

JOUVE, Vincent. Por que estudar literatura?. Tradução de Marcos Bagno e Marcos Marcionilo. São Paulo: Parábola, 2012.

LAJOLO, Marisa. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Editora Ática, 2004.

LEWIS, C. S. A imagem descartada: para compreender a visão medieval do mundo. Tradução de Gabriele Greggersen. São Paulo: É realizações, 2015.

___________. Um experimento na crítica literária. Tradução de João Luís Ceccantini. São Paulo: Editora UNESP, 2009.

MARTINS, Ivanda. Leitura da literatura e ensino da literatura. In.: BUNZEN, Clécio; MENDONÇA, Márcia (orgs.). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

MERQUIOR, José Guilherme. De Anchieta a Euclides: breve história da literatura brasileira. São Paulo: É realizações, 2014.

MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. São Paulo: Cultrix, 2013.

NAUGLE, David K.. Cosmovisão: a história de um conceito. Tradução de Marcelo Herberts. Brasília, DF: Editora Monergismo, 2017.

SANTOS, Mário Ferreira dos. Filosofia e cosmovisão. São Paulo: É realizações, 2018.

SOWELL, Thomas. Conflito de visões: origens ideológicas das lutas políticas. Tradução de Margarita Maria Garcia Lamelo. É realizações: São Paulo: É realizações, 2011.

WOLTERS, Albert. A criação restaurada: base bíblica para uma cosmovisão reformada. Tradução de Denise Pereira Ribeiro Meister. São Paulo: Cultura Cristã, 2006.




 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ