NOTAS SOBRE UNIVERSIDADE E DEMOCRACIA

Flavio Henrique Albert Brayner

Resumo


O ensaio trata de uma estranha relação: a da universidade com a democracia. Nele, defendemos a tese de que a universidade sempre teve e sempre terá dificuldades em estender os atributos da democracia ao conjunto de seus segmentos, e permanecerá como uma corporação de professores, inclusive, estabelecendo no interior deste específico segmento, padrões hierárquicos e meritocráticos que se aproxima claramente dos estamentos aristocráticos. Mostra a função “restauradora” da meritocracia e de como os alunos, vistos como segmento “provisório” e incapaz de assumir responsabilidades acadêmicas e administrativas, serão mantidos sempre à margem dos processos decisórios. Esta resistência tem uma razão: a confusão entre saber e conhecimento, entre instituição e organização, entre saber e poder, entre fins e meios de uma instituição e, no fundo, ela teme que uma eventual “politização” de suas decisões colonize o território científico que ela, supostamente, pretende defender e preservar.

Palavras-chave


universidade; democracia; meritocracia; politização

Texto completo:

PDF


 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.


                                         INDEXADORES

       
 
 
  
 
   
 
 
                                          BUSCADORES 
                                  


                                                      
                                           
                                              MÉTRICAS 
 
GOOGLE ACADÊMICO: https://scholar.google.com.br/citations?hl=pt-BR&user=BbrMvUMAAAAJ