O FANTÁSTICO LABORATÓRIO DE BESOUROS: PRODUÇÃO E ANÁLISE DE MATERIAIS DIDÁTICOS SOBRE BIODIVERSIDADE E GENÉTICA

Heytor Victor Pereira da Costa Neco, Alba Flora Pereira, Marília de França Rocha

Resumo


A interação entre ciência e arte auxilia na aproximação da ciência e tecnologia (C&T) ao cotidiano
das pessoas e estimula a participação de jovens na comunicação científica, por valorizar aspectos
culturais e humanísticos da ciência. Este trabalho objetivou a produção e validação de um vídeodocumentário e materiais didáticos que contribuem na divulgação de conhecimentos sobre a rotina
de um laboratório que trabalha com Biodiversidade e Genética. Para a realização deste foi criada
uma sequência metodológica consistindo em três etapas: a) apresentação de uma poesia e
aplicação de um Questionário Diagnóstico (QD); b) exibição de um vídeo-documentário seguido da
aplicação de um jogo; e c) aplicação do QD, e de um Questionário Opinião (QO). A sequência foi
aplicada a 21 estudantes do terceiro ano do Ensino Médio de uma escola do município de Jaboatão
dos Guararapes-PE. Consideramos que o uso de materiais didáticos na divulgação científica de uma
rotina laboratorial proporcionou aos estudantes um contato com a ciência de forma inovadora,
resultando numa compreensão da informação e aprendizagem agradável a partir dos materiais
produzidos.


Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, A.R.P. (2001). Estratégias de desenvolvimento científico e tecnológico e a difusão da ciência

no Brasil. Em: S. Crestana et al. (Eds.), Educação para a ciência: Curso para treinamento em centros

e museus de ciência. (pp. 23-28). São Paulo: Livraria da Física.

ALHO, C. J. R. The value of biodiversity. Brazilian Journal of Biology, v.68, p.1115-1118, 2008.

ALMEIDA, S.S.P.; LOUZADA, J.N.C. Estrutura da comunidade de Scarabaeinae (Scarabaeidae:

Coleoptera) em fitofisionomias do cerrado e sua importância para a conservação. Neotrop Entomol,

v.38, n.2, p.32-43, 2009.

AZEVEDO, M. C. P. S. Ensino por Investigação: Problematizando as Atividades em Sala de Aula. In:

CARVALHO, A. M. P. Ensino de Ciências: unindo a Pesquisa e a Prática. 1 ed. São Paulo: Pioneira

Thomson Learning, 2004. cap. 2, p.19-34.

BERGAMOS, G. A.; BERNARDES, M. S. Produção de Conhecimento. Educação e Sociedade, v.27,

n.94, p.179-198, 2006.

BIZZO, N. Ciências: fácil ou difícil. 1. ed. São Paulo: Editora Biruta, 2009. v. 1. 154 p.

BORGES, A. T. Novos Rumos para o Laboratório Escolar de Ciências. Caderno Brasileiro de Ensino de

Física, v.19, n.3, p.291-313, 2002.

BRASIL. PCN + Ensino Médio: Orientações curriculares para o ensino médio. Ciências da Natureza,

Matemática e suas tecnologias. Secretaria de Educação Média e Tecnológica – Brasília: MEC :

SEMTEC, 2006.

CAMPOS, T. B. S. et al. A abordagem da temática Biodiversidade nos livros didáticos de biologia do

Ensino Médio. Anais da IX Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2009.

CATELLI, R.E. Coleção de imagens: o cinema documentário na perspectiva da Escola Nova, entre os

anos de 1920 e 1930. Educação e Sociedade, 31, 111, 605-624, 2010.

CONDÉ, P. A. Comunidade de besouros Scarabaeinae (Coleoptera: Scarabaeidae) em duas áreas de

Mata Atlântica do Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis – SC: Subsídios para o

Biomonitoramento Ambiental. Trabalho de Conclusão de Curso, UFSC, 2008.

FRANKHAM, R.; BALLOU, J. D.; BRISCOE, D. A. Fundamentos da genética da conservação. 1 ed.

Ribeirão Preto: Editora SBG, 2008. 259 p.

GOBBI, M.; RICHTER, S. Interlocução possível: arte e ciência na educação da pequena infância. Proposições, v.22, n.2, p.15-20, 2011.

GRIFFITHS, A. J. F. et al. Introdução à genética. 8 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008. 743

p.

JÓFILI, Z.M.S. et al. Biologia: ensinos possíveis e indispensáveis no novo milênio. Em: S.E. Selles et al.

(Ed.), Ensino de Biologia: histórias, saberes e práticas formativas. Uberlândia: EDUFU, 2009.

LOPES, W.R.; FERREIRA, M.J.M. e STEVAUX, M.N. Proposta pedagógica para o Ensino Médio:

filogenia de animais. Revista Solta a Voz, 18, 2, 263-286, 2007.

MACHADO, H. Cinema de não-ficção no Brasil. ALCEU, v.8, n.15, p.331-339, 2007.

MARTINEZ, E. R. M.; FUJIHARA, R. T.; MARTINS, C. Show da Genética: um jogo interativo para o

ensino de Genética. Genética na Escola, v.3, n.2, p.24-27, 2008.

MOREIRA, L. M.; LAIA, M. L. Uma maneira interativa de ensinar genética no ensino fundamental

baseada no resgate da história e na introdução lúdica de técnicas moleculares. Genética na Escola,

v.2, n.3, p.47-63, 2008.

MORI, L.; MIYAKI, C. Y.; ARIAS, M. C. A seleção natural em ação: o caso das joaninhas. Genética na

Escola, v.4, n.2, p.41-46, 2009.

OECD (2016). PISA 2015 Results: Executive Summary. Disponível em:

https://www.oecd.org/pisa/pisa-2015-results-in-focus.pdf.

PADILHA, I.Q.M. et al. “O cortinão de Watson”: Construindo a competência para comunicar o

conhecimento científico. Genética na Escola, v.4, n.2, p.01-04, 2009.

PIUS, F.R.; ROSA, E.J.; PRIMON, C.S.F. Ensino de Biologia. I Jornada de Iniciação Científica e

Tecnológica UNIBAM, 2009.

RIEGER, T.T.; CAMPOS, S.R.C.; SANTOS, J.F. A biologia molecular como ferramenta no estudo da

Biodiversidade. Floresta e Ambiente, v.13, n.2, p.12-24, 2007.

SILVA, A.A; REIGOTA, M. Ciência e Poesia em Diálogo: uma contribuição à educação ambiental.

Quaestio: revista de estudos em educação, v.12, n.2, p.139-153, 2010.

SILVA, C.X. Caracterização cariotípica de Coprophanaeus (Metallophanaeus) pertyi (COLEOPTERA:

SCARABAEIDAE) com ênfase em aspectos cromossômico-evolutivos. Monografia (Graduação em

Ciências Biológicas) – Instituto de Ciências Biológicas, Universidade de Pernambuco, Recife, 2010.

SMITH, S.G.; VIRKKI, N. Coleoptera. Em: B. John (Ed). Animal Cytogenetics. Berlin: Stuttgard, 1978.

TAVARES, P.R.A.; MORAES, G.A. Dinâmicas como instrumento de educação ambiental. Anais do

Seminário de Extensão Universitária – SEMEX, v.1, n.1, 2011.

VAZ DE MELLO, F.Z.; GÈNIER, F. Notes on the behavior of Dendropaemon pertu and Tetramereia

klages (Scarabaeidae: Scarabaeinae: Phanaeini). The Coleopterists Bulletin, v. 63, n.3, p.364-366,


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife - PE, 50670-901.