SEQUENCIA DIDÁTICA PARA ABORDAGEM DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE (CTS) EM ENSINO MÉDIO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) EM PERNAMBUCO.

Karine de Matos Costa, Janilo Italo Melo Dantas, Bruna Yvila Melo Santos

Resumo


A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino que proporciona oportunidades
educacionais e inserção social a estudantes que por algum motivo abandonaram a escola ou não
foram alfabetizados. Devido ao contexto histórico e a necessidade de políticas educacionais que
fortaleçam o currículo escolar que é bastante compactado o EJA é visto culturalmente como uma
solução emergencial e de improviso. No entanto, esta modalidade necessita de métodos que
estimulem os estudantes a aprendizagem, considerando que possui como marca a evasão escolar. O
objetivo deste trabalho consiste em relatar a execução de uma sequencia didática lúdica e
contextualizada para abordagem de conteúdos CTS com participação de alunos do Ensino Médio da
Educação de Jovens e Adultos (EJA). Participaram desta atividade, 15 estudantes de Ensino Médio
do EJA. A sequência didática baseou-se em um jogo de tabuleiro com cartas, com regras e
reportagens sobre problemáticas ambientais relacionadas aos conteúdos abordados no jogo. Foi
observada em alguns alunos uma resistência em participar da atividade, também descritas na
literatura devido ao hábito dos estudantes à educação tradicional. Porém o jogo se mostrou
satisfatório para a compreensão de conteúdos relacionados à Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS),
e o método foi bem aceito pelos estudantes que participaram desta atividade.


Texto completo:

PDF

Referências


GEGLIO, P. C.; SANTOS, R. C. As diferenças entre o ensino de biologia na educação regular e na

EJA. Interfaces da Educação, v. 2, n. 5, p. 76-92, 2015.

COSTA, S. Percepção ambiental dos estudantes jovens e adultos da educação básica (Programa EJA)

de escolas públicas municipais. Revista Monografias Ambientais, v. 15, n. 1, p. 393-403, 2016.

MOLIN, R.F.; PASQUALI, E. A.; VALDUGA, A.T. Concepções de meio ambiente formulados por

estudantes de diferentes níveis de ensino. In: Congresso de Ecologia do Brasil, 8, 2007, Caxambu.

Anais... Caxambu (MG), p. 1-2, 2007

MORAIS, F. A. O ensino de Ciências e Biologia nas turmas de EJA: experiências no município de

Sorriso-MT. Revista Ibero americana de Educación, v. 48, n. 6, p. 1-6, 2009.

HADDAD, S. A ação de governos locais na Educação de Jovens e Adultos. Revista Brasileira de

Educação, vol. 12, n.º 35, p. 197-211, 2007.

GOMES, C. A.; CARNIELLI, B. L. Expansão do ensino médio: temores sobre a Educação de Jovens e

Adultos. Cadernos de Pesquisa, n.º 119, p. 47-69, 2003.

MERAZZI, D. W.; OAIGEN, E. R. Atividades práticas do cotidiano e o ensino de ciências na EJA: A

percepção de educandos e docentes. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas,

v. 3, p. 1-18, 2007.

NETA, A. M. O. Ludicidade na EJA: Trabalhando uma Trilha Pedagógica como Recurso de Ensino e

Aprendizagem na Área de Ciências. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, v. 15, 2015.

MAGNO, C. M. V.; ALMEIDA, A. C. P. C. Ludicidade e CTS no ensino de ciências na educação básica

de ribeirinhos na Amazônia. Anais X Encontro de Pesquisa em Educação em Ciências, p. 1-8, 2015.

ARROYO, M. G. Educação de jovens e adultos: Um campo de direitos e de responsabilidade pública.

Diálogos na educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

HADDAD, S. Educação de Pessoas Jovens e Adultas e a nova LDB. In:.BRZEZINSKI, Iria. LDB

interpretada: diversos olhares se entrecruzam. Cortez Editora, 1997.

FORTUNA, T. R.; BITTENCOURT, A. D. S. Jogo e educação: o que pensam os educadores. Revista

Psicopedagogia, v.20, n. 63, p. 234-242, 2003.

PATRIARCHA-GRACIOLLI, S. R.; ZANON, Â. M.; SOUZA, P. R. “Jogo dos predadores”: uma proposta

lúdica para favorecer a aprendizagem em Ensino de Ciências e Educação Ambiental. Revista

Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 20, 2008.

SANTOS, W. L. P. Contextualização no ensino de ciências por meio de temas CTS em uma

perspectiva crítica. Ciência & Ensino, v. 1, 2008.

CANDA, C. N. Conscientização e ludicidade na educação de jovens e adultos: revendo caminhos

teórico-metodológicos. Revista de Educação Popular, v. 11, n. 1, 2012.

MODESTO, M. C.; RUBIO, J. A. S. A importância da ludicidade na construção do conhecimento.

Revista Eletrônica Saberes da Educação, v. 5, n. 1, p. 1-16, 2014.

LUCKESI, C. Ludicidade e formação do educador. Revista entreideias: educação, cultura e sociedade, v. 3, n. 2, 2014.

AULER, D.; BAZZO, W. A. Reflexões para a implementação do movimento CTS no contexto

educacional brasileiro. Ciência & Educação (Bauru), v. 7, n. 1, p. 1-13, 2001.

GARCÍA, M. I. G.; LÓPEZ, J. L. L.; CEREZO, J. A. L. Ciencia, Tecnología y Sociedad: una introducción al

estudio social de laciencia y latecnología. Madrid: TECNOS, 1996.

FERNANDES, C. S.; MARQUES, C. A. A contextualização no ensino de ciências: a voz de elaboradores

de textos teóricos e metodológicos do Exame Nacional do Ensino Médio. Investigações em ensino

de ciências, v. 17, n. 2, p. 509-527, 2016.

SILVA, G. P.; ARRUDA, R. A. Evasão escolar de alunos na Educação de Jovens e Adultos-EJA. Eventos

Pedagógicos, v. 3, n. 3, p. 113-120, 2012.

ANGOTTI, J. A. P.; AUTH, M. A. Ciência e tecnologia: implicações sociais e o papel da educação.

Ciência e Educação, v. 7, n. 1, p. 15-27, 2001


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife - PE, 50670-901.