CONCEPÇÕES DE GESTORES E PROFESSORES SOBRE A ORGANIZAÇÃO ESCOLAR

Givanildo da Silva, Jussikeilly de Farias Vilanova

Resumo


A pesquisa teve como objetivo apresentar a organização de uma escola no município de São Lourenço do Piauí, no estado do Piauí,  por meio das concepções de gestores e professores. A metodologia do trabalho é de viés qualitativo. O método desenvolvido na pesquisa foi o estudo de caso. A coleta dos dados foi realizada por meio de questionários e de entrevistas com a diretora, o coordenador pedagógico e um professor. Os resultados apontaram que o maior desafio posto na organização da escola é a insuficiência de recursos financeiros para o desenvolvimento das atividades planejadas, a falta de precisão do Estado em assumir as suas responsabilidades na oferta da educação básica e a ausência da participação da família na vida escolar dos filhos.


Palavras-chave


Organização e Gestão Escolar; Política Educacional; Desafios da Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


ARROYO, M. A. Currículo, território em disputa. Petrópolis: Vozes, 2013.

BORDIGNON, G. Gestão democrática da educação. In: BRASIL (MEC). Gestão democrática da educação. Brasília, outubro de 2005.

BRANDÃO, C. R. O que é educação. São Paulo: Brasiliense, 2007.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Brasília, 1988.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da educação Nacional (1996). Biblioteca Digital da câmara dos deputados. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 junho de 2014: Plano Nacional de Educação. Brasília, 2014.

CAMPOS, C. M. Gestão escolar e docência. São Paulo: Paulinas, 2010.

CURY, C. R. J. Direito à educação: direito à igualdade, direito à diferença. Cadernos de Pesquisa, n. 116, p. 245-262, 2002.

CURY, C. R. J. Gestão democrática da educação pública. In: BRASIL (MEC). Gestão democrática da educação. Brasília, outubro de 2005.

CURY, C. R. J. A educação básica como direito. Revista Cadernos de Pesquisa. v. 38, n. 134, p. 291-303, maio/ago. 2008.

DOURADO, L. F.; OLIVEIRA, J. F. A Qualidade da Educação: Perspectivas e Desafios. Caderno Cedes, Campinas vol. 29, n. 78, p. 201-215, maio/ago. 2009.

FARIAS, I. M. S. [et. al.]. Brasília: Liber Livro, 2011.

GADOTTI, M.. A escola e o professor: Paulo Freire e a paixão por ensinar. São Paulo: Publisher Brasil, 2007.

GUERRA, I. C. Pesquisa Qualitativa e Análise de Conteúdo. Sentidos e Formas de Uso. Cascais, Portugal: Editora Principia, 2006.

JÚNIOR, J. R. S. Trabalho do professor na escola pública – breves considerações. In: MONFREDINI, Ivanise (Org.). Políticas Educacionais, trabalho e profissão docente. São Paulo: Xamã, 2008.

LUCKESI, C. C. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1994.

PARO, V. H. Crítica da estrutura da escola. São Paulo: Cortez, 2011.

SANTOS, C. R. O gestor educacional de uma escola em mudança. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.

SILVA, G. O Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) como mecanismo de descentralização financeira, participação e autonomia na gestão escolar. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2015. 136 p.

SILVA, G.; MAGALHÃES, J. P. O conselho escolar na realidade de São Raimundo Nonato-PI: um estudo de caso em uma escola da rede estadual. Jornal de Políticas Educacionais. V. 12, n. 21. Novembro de 2018.

SOUSA, J. V.; CORRÊA, J. Projeto pedagógico: a autonomia construída no cotidiano da escola. In: VIEIRA, Sofia Lerche (Org.). Gestão da Escola: desafios a enfrentar. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

YIN, R. K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. Tradução: Ana Thorell; revisão: Cláudio Damacena. Porto Alegre: Bookman, 2010.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: