MOTIVAÇÃO DA GESTÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

Heula Tíssia Alves Moreira de Almeida, Simone Braz Ferreira Gontijo, Paulo Jorge de Castro Coelho Dias

Resumo


Este artigo objetivou identificar a percepção da equipe gestora de uma instituição federal de educação profissional e tecnológica quanto à avaliação institucional e as ações provenientes dela, na perspectiva da gestão democrática. A pesquisa foi realizada um campus selecionado por apresentar o processo de avaliação institucional interna como uma prática constante para o direcionamento da ação gestora e caracterizou-se como estudo de caso. Foram realizadas entrevistas com o corpo diretivo e a administradora do campus. Os resultados apontam que para a gestão a avaliação é um elemento democrático, mas é preciso maturidade para lidar com os resultados da avaliação institucional.

 

Abstract

The aim of this article was to identify the perception of a management team in a Federal Institution of Professional and Technology Education regarding institutional assessment and the resulting actions, in the context of democratic management. The campus was selected for the research because it consistently holds the process of internal institutional assessment in order to guide the management team actions. It is a case study. We held interviews with the body of managers and the administrator of the campus. Results show that managers see the assessment as a democratic element, but they acknowledge it takes professional maturity to handle the results of the institutional assessment.


Keywords

Democratic management; Assessment instruments; Participation.


Palavras-chave


Gestão democrática; Instrumentos de avaliação; Participação

Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, A. J. Avaliação educacional: regulação e emancipação: para uma sociologia das políticas avaliativas contemporâneas. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. (70a Ed.) São Paulo: Almedina, 2016.

BELLONI, I. Avaliação institucional: um instrumento de democratização da educação. Revista Linhas Críticas/Unb. Brasília, v. 5, n. 9, p. 31-58, dez, 1999.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 05 de outubro de 1988. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 20 jan. 2018.

______. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 23 de dezembro de 1996. Disponível em:http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10 mar. 2018.

CASTRO, A. P. Liderança Motivacional: como desenvolver pessoas e organizações, través do coaching e da motivação. Rio de Janeiro: Qualitymark Editora, 2015.

CHIAVENATO. I. Administração nos Novos Tempos. 2 ed. Rio de janeiro: Elsevier, 2004.

CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. (4a ed.) São Paulo: Manole, 2014.

FERNANDES, M. E. A. Gestão da escola: desafios a enfrentar. Rio de Janeiro: DP& A, 2002.

FREITAS, L. C. et al. Avaliação educacional: caminhando pela contramão. 6. eed. Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

GADOTTI, M. Avaliação institucional: necessidade e condições para a sua realização. 2010. Disponível em: http://www.paulofreire.org/pub/Institu/SubInstitucional1203023491It003Ps002/Avali_Institucional.pdf. Acesso em: 20 de Agosto de 2018.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. Ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GROCHOSKA, M. A.; EYNG, A. M. A Auto-Avaliação Institucional como Estratégia de Gestão da Escola de Educação Básica. Disponível em: http://www.pucpr.br/eventos/educere/educere2005/anaisEvento/documentos/com/TCCI142.pdf. Acesso em: 20 de Agosto de 2018.

HADJI, C. Avaliação: as Regras do Jogo. Porto: Porto Editora, 1994.

LIBÂNEO, J. C. et al. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2012.

LUCK, H. A gestão participativa na escola. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2008. (Série: Cadernos de Gestão).

______. Perspectivas da avaliação institucional da escola. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2012.

QUEIROZ, K. C. A. L. Eu avalio, tu avalias, nós nos autoavaliamos? Uma experiência proposta pelo SINAES. São Paulo: Autores associados, 2011.

SOUSA, S. Z. Avaliação escolar: constatações e perspectivas. Revista de educação, ano 24, n 94, p.59-66, 1995.

VEIGA, I. P. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1995.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: