PERFIL SOCIOPEDAGÓGICOMUNICIPAL: um estudo de caso dos professores em Gravatá (PE)

Demétrius FERREIRA, Davi Barboza CAVALCANTI, Anderson HENRIQUE, Jéssyca FRANÇA

Resumo


Este artigo apresenta uma iniciativa de resgate da capacidade de planejamento local, realizando uma análise do perfil sociopedagógico do professor em Gravatá (PE). Metodologicamente, foi aplicado um survey na modalidade censo com esses professores em fevereiro de 2018. Os resultados obtidos indicaram que: 1) parcela significativa da população docente está próxima da aposentadoria; 2) Pedagogia é a formação predominante entre os docentes com curso superior; 3) 27% possuem um ou mais vínculos empregatícios; 4) 20% desses docentes nunca discutiram o projeto pedagógico escolar; 5) as condições de ventilação, iluminação e acústica das salas de aula são as estruturas mais precárias.


Palavras-chave


Planejamento educacional; Política de educação; Estudo de caso

Texto completo:

PDF PDF

Referências


ARRETCHE, Marta. Federalismo e Relações Intergovernamentais no Brasil: a reforma dos programas sociais. Rev. Dados, Vol. 45, No. 3, 2002.

BASILIO, Juliana Regina; ALMEIDA, Ana Maria Fonseca. Contratos de trabalho de professores e resultados escolares. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 23, e230049, 2018 . Available from: . Access on 25 May 2020. Epub Sep 03, 2018.

BATISTA, Mariana; DOMINGOS, Amanda. Mais que boas intenções: técnicas quantitativas e qualitativas na avaliação de impacto de políticas públicas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 32, n. 94, 2017.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDB. 9394/1996.

________. Lei no 11.274, 6 de fevereiro de 2006. Altera a redação dos arts. 29, 30, 32 e 87 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, dispondo sobre a duração de 9 (nove) anos para o ensino fundamental, com matrícula obrigatória a partir dos 6 (seis) anos de idade. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 7 fev. 2006. Disponível em: . Acesso em 28.05.2020.

CORBUCCI, Paulo Roberto; ZEN, Eduardo Luiz. O IDEB à luz de fatores extrínsecos e intrínsecos à escola: uma abordagem sob a ótica do município. In: BOUERI, Rogério; COSTA, Marco Aurélio (Ed.). Brasil em desenvolvimento 2013: estado, planejamento e políticas públicas. Brasília: Ipea, 2013. Cap. 26. p. 793-816.

CROWE, Sarah et al. The case study approach. BMC medical research methodology, v. 11, n. 1, p. 100, 2011.

DAVIES, Nicholas. Revista Educação On-line PUC-Rio nº 10, p. 31-63, 2012.Disponível em http://www.maxwell.lambda.ele.pucrio.br/rev_edu_online.php?strSecao=input0 Acesso em: 22 maio 2020.

DYE, Thomas D. Understanding Public Policy. Englewood Cliffs, N.J.: Prentice Hall. 1984.

FINK, Arlene. The survey handbook. Thousand Oaks, Sage, 1995.

FREITAS, Henrique et al. O método de pesquisa survey. Revista de Administração, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 105-112, jul. 2000.

GERRING, John. Case study research: Principles and practices. Cambridge university press, 2006.

GOMES, Juliana Pinto. Coordenação pedagógica nas escolas municipais de educação infantil das zonas norte e oeste da rede municipal de santa maria–RS. 2013. 26 f. Monografia (Especialização) - Curso de Docência na Educação Infantil, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.

HJERN, Benny; HANF, Kenneth e PORTER, David. Local Networks of Manpower Training in the Federal Republic of Germany and Sweden, em Interorganizational Policy Making: Limits to Coordination and Central Control. London: Sage, pp. 303-4, 1978.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2019. Resultado do Panorama de Gravatá – Economia. www.ibge.gov.br/cidade@.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Básica 2018. Brasília: Inep, 2019. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-basica. Acesso em: 25/03/2019.

KINGDON, John. Agendas, Alternatives, and Public Policies. Boston: Little, Brown.

LASWELL, H.D. Politics: Who Gets What, When, How. Cleveland, Meridian Books, 1958.

LIJPHART, Arend. Modelos de Democracia: desempenho e padrões de governo em 36 países. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2003.

LOWI, Theodor. American Business, Public Policy, Case Studies and Political Theory, World Politics, 16: 677-715, 1964.

MARQUES JÚNIOR, Liderau dos Santos, OLIVEIRA, Cristiano Aguiar de e

LAGEMANN, Eugenio. O Jogo da Política Fiscal entre União, Estados e Municípios no Federalismo Fiscal Brasileiro. Brasília: ESAF, 2008.

MATIJASCIC, Milko. Professores da educação básica no Brasil: condições de vida, inserção no mercado de trabalho e remuneração. Brasília: Ipea, 2017. 44 p.

MENDES, Danielle Cristina de Brito. FUNDEB: avanços e limites no financiamento da educação básica no Brasil. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 6, n. 2, p. 392-412, 10 set. 2012.

PETERS, B. G. American Public Policy. Chatham, N.J.: Chatham House. 1986.

PINTO, José Marcelino Rezende. Federalismo, descentralização e planejamento da educação: desafios aos municípios: desafios aos municípios. Cadernos de Pesquisa, [s.l.], v. 44, n. 153, p. 624-644, set. 2014. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/198053142946.

ROSSI, Peter H; LIPSEY Mark W & FREEMAN, Howard E. Evaluation: a systematic approach. Sage (CA), Sage, 2004.

SÁ, Ana Karine Laranjeira de; SILVA, Mariana Batista. Educação inclusiva: uma avaliação de implementação. Revista Espaço Público, v.3, 2018.

SABATIER, Paul A. Top­Down and Bottom­Up Approaches to Implementation Research: a Critical Analysis and Suggested Synthesis. Journal of Public Policy, 6, pp 21­48, 1986.

_______________. e MAZMANIAN, Daniel. The Conditions of Effective Implementation, Policy, Analysis 5 (Fall): 481-504, 1979.

SOLIGO, Valdecir. Relações entre Condições Sociais e o Rendimento Escolar Aferido pelo IDEB na Região Sul. Pleiade, Porto Alegre, v. 17, n. 9, p.05-14, jun. 2015.

SOUZA, Celina. Políticas públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Porto Alegre, n.16, p.20-45, Dec. 2006. Available from . Access on 26 May 2020.

TAVARES, MÁrcio Miguel. Políticas públicas e pequenos municípios: uma avaliação no estado do Paraná. 2006. 2018 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-graduação em Geografia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: