PERCEPÇÕES DE DIRETORES ESCOLARES SOBRE OS IMPACTOS DA POLÍTICA DE RESPONSABILIZAÇÃO EDUCACIONAL DE PERNAMBUCO

Ildo Salvino de LIRA

Resumo


Resumo

 

Trata-se de uma análise das percepções de diretores escolares sobre impactos do processo de implementação da política de responsabilização educacional acionada no contexto da rede estadual de ensino de Pernambuco, considerando os reflexos no trabalho dos profissionais do magistério e no cotidiano escolar. Os entrevistados endossam que tal movimento refletiu na intensificação da responsabilização dos professores pelo cumprimento de metas anuais, bem como o reforço das cobranças e pressões sobre aqueles que estão à frente da gestão escolar no sentido de mobilizar e gerenciar ações alinhadas à eficácia escolar.

 

 


Palavras-chave


Responsabilização educacional; Diretor escolar; Qualidade educacional; Metas.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, W. F. Avaliar e gerir: força e miséria de um ideário presente nas políticas educacionais contemporâneas. Revista Brasileira de Educação, SP, v. 21 n. 64 jan.-mar, 2016.

AZEVEDO, J. M. L. Implicações da nova lógica de ação do Estado para a Educação Municipal. Educação Sociedade. Campinas, SP, CEDES, v. 23, n. 80, p. 49 ‐ 71, setembro, 2002.

BALL, Stephen; BOWE, R.; With GOLD. A. Reforming Education & Changing Schools: case studies in policy sociology. London: Routledge, 1992.

FREITAS, L.C. Responsabilização, meritocracia e privatização: conseguiremos escapar ao neotecnicismo? In: Seminário de Educacão Brasileira, 2011. Anais... SP, Campinas, fevereiro, 2011.

MAINARDES, J. A abordagem do ciclo de políticas e suas contribuições para a análise da trajetória de políticas educacionais. Atos de Pesquisa em Educação, v. 1, n. 2, p. 94-105, maio/agosto, 2009.

MENEGÃO, R de C. G. Os impactos da avaliação em larga escala nos currículos escolares. Práxis Educativa, PR, Ponta Grossa, p. 641-656, v. 11, n. 3, set./dez, 2016.

OLIVEIRA, D. A; VIEIRA, L. F. Trabalho na educação básica em Pernambuco / Dalila Andrade Oliveira, Lívia Fraga Vieira; Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente, Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco; prefácio Heleno Araújo Filho. – Camaragibe, PE: CCS Gráfica e Editora, 2014.

PAULA, A. P. P. Administração pública brasileira entre o gerencialismo e a gestão social. Revista de Administração de Empresas, v. 46, n. 1, p. 36-49. jan./mar, 2005.

PERNAMBUCO, Secretaria de Educação do Estado de. Programa de Modernização da Gestão Pública: metas para educação. Recife: SEE, 2008a.

PERNAMBUCO. Lei n. 13.486, de 1º de julho de 2008. Institui o Bônus de Desempenho Educacional - BDE, no âmbito do Estado de Pernambuco, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado de Pernambuco, Recife, 2 jul. 2008b.

PERNAMBUCO, Secretaria de Educação do Estado de. Construindo a excelência em gestão escolar: curso de aperfeiçoamento: Módulo X- Competências e gestão de pessoas. Recife: Secretaria de Educação do Estado, 2012.

SAVIANI, Dermeval. O Plano de Desenvolvimento da Educação: análise do projeto do MEC. Educação & Sociedade, SP, Campinas, v. 28, n. 100 – Especial, p. 1231-1255, outubro, 2007.

SILVA, K. N. P; SILVA, J. A. A. Accountability e intensificação do trabalho docente no Ensino Médio Integral de Pernambuco. Práxis Educativa. v. 9, p. 117-140, 2014.

SORDI, M.R.L. Implicações ético-epistemológicas da negociação nos processos de avaliação institucional participativa. Educação e Sociedade, SP, Campinas, v. 33, n. 119, p. 485-510, abr.-jun, 2012.

SOUZA, A. S; NETO ANTÔNIO, C. A nova gestão pública em educação: planejamento estratégico como instrumento de responsabilização. Revista Retratos da Escola, Brasília, v. 11, n. 21, p. 621-640, jul./dez, 2017.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: