Língua e identidade portiguara

Hellen Cristina Picanço Simas, Regina Celi Mendes Pereira

Resumo


Este trabalho apresenta e discute as concepções sobre identidade indígena, tendo comoquestionamento central a vinculação entre o uso efetivo da língua e a manutençãodessa identidade. Respaldando-nos em textos de Maher (1998), Munduruku (2000)e Souza (2004), entendemos que são as práticas discursivas em qualquer língua quedeterminam o ser índio ou não-índio e não a sua forma de vestir, cor da pele, texturado cabelo ou modo de vida. É pelas práticas discursivas que o sujeito se constrói econstrói o outro, estabelecendo nessas interações sua identidade e fronteiras entreo eu e o outro.

Texto completo:

PDF

Referências


CAVALCANTI, M. C.; CÉSAR, A. L. 2005. Do singular para o multifacetado: o conceito de língua como caleidoscópio. In: DIONISO, A. P; MACHADO, R. M; BEZERRA, M. A. Gêneros Textuais e Ensino. 4 ed. Rio de Janeiro: Lucerna.

LOPES, M. Discurso e Identidade. Campinas: Mercado das Letras.

MAHER, T. M. 1998. Sendo Índio em Português. In: SIGNORINI, I. (Org).

Língua(gem) e Identidade. Campinas: Mercado das Letras.

______. 2007. Do casulo ao movimento: a supressão das incertezas na educação bilíngue e intercultural. In: CAVALCANTI, M.; BORTONI-RICARDO, S. M. (Orgs). Transculturalidade, Linguagem e educação. Campinas: Mercado de Letras.

MUNDURUKU, Daniel. 2000. O banquete dos deuses. São Paulo: Angra.

SOUZA, A. S. D. 2004. Identidade, Educação Escolar Indígena e bilinguismo na Aldeia Munduruku. (dissertação de mestrado). Amazonas: Manaus.

RIBEIRO, D. 1995. O povo brasileiro. 2. ed. 3. reimp. São Paulo: Companhia das Letras.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.