A “despedidosa dose” de João Guimarães Rosa

Adilson dos Santos

Resumo


Tutaméia (Terceiras Estórias) é uma obra dotada de várias “intenções ocultas”, conforme Paulo Rónai. Os elementos que a tornam labiríntica são múltiplos: dois índices, dois títulos, ordenação alfabética dos contos, anagramas, epígrafes, glossário, quatro prefácios, ilustrações de capa e ilustrações ao final de cada estória. O presente estudo objetiva detalhar os pormenores de sua estrutura peculiar e apresentar algumas considerações acerca dos quatro prefácios que a compõem.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, Heloisa Vilhena de. 2001. As três graças: nova contribuição ao estudo de Guimarães Rosa. São Paulo: Mandarim.

ARISTÓTELES. 1987. Poética. In: ______. Ética a Nicômaco; Poética. Trad. Eudoro de Souza. São Paulo: Nova Cultural, pp. 197-270.

BOLLE, Willi. 1973. Anedotas de abstração: Tutaméia. In: ______. Fórmula e fábula: teste de uma gramática narrativa, aplicada aos contos de Guimarães Rosa. São Paulo: Perspectiva, pp. 111-133.

BRASIL, Assis. 1969. A chave da obra. In: ______. Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: Organização Simões, pp. 55-105.

CARPEAUX, Otto Maria. 1968. O artigo sobre os prefácios. In: ______. Vinte e cinco anos de literatura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, pp. 268-273.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. 1997. Dicionário de símbolos: mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Trad. Vera Costa e Silva et al. 11. ed. Rio de Janeiro: J. Olympio.

COVIZZI, Lenira Marques. 2003. Grande Sertão: Veredas, no Brasil, em dias de época. In: DUARTE, Lélia Parreira et al. Veredas de Rosa II. Belo Horizonte: PUC Minas; CESPUC, pp. 402-408.

______. 1978. Prefácios travestidos — estudo sobre as funções dos prefácios de Tutaméia – Terceiras Estórias. In: —. O insólito em Guimarães Rosa e Borges. São Paulo: Ática, pp. 88-102.

DANIEL, Mary Lou. 1968. Post scriptum: Tutaméia. In: —. João Guimarães Rosa: travessia literária. Rio de Janeiro: J. Olympio, pp. 178183.

ENCICLOPÉDIA BARSA. 1994. Rio de Janeiro; São Paulo: Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. 1999. Novo Aurélio século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

GROSSMANN, Judith. 1969. João Guimarães Rosa: Tutaméia, fechate sésamo da obra. Cadernos Brasileiros, v. 11, pp. 05-23.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mauro de Sales. 2001. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva.

KRISTEVA, Julia. 1994. Estrangeiros para nós mesmos. Trad. Maria Carlota Carvalho Gomes. Rio de Janeiro: Rocco.

LOPES, Paulo César Carneiro. 1997. Utopia cristã no sertão mineiro: uma leitura de “A hora e vez de Augusto Matraga”, de João Guimarães Rosa. Petrópolis: Vozes.

MACHADO, Ana Maria. 1976. Recado do nome: leitura de Guimarães Rosa à luz do nome de seus personagens. Rio de Janeiro: Imago.

MARTINS, Nilce Sant’Anna. 2001. O léxico de Guimarães Rosa. São Paulo: Edusp.

NOVIS, Vera. 1989. Tutaméia: engenho e arte. São Paulo: Perspectiva; Edusp.

NUNES, Benedito. 1976. Tutaméia. In: —. O dorso do tigre. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, pp. 203-210.

RÓNAI, Paulo. 1985. “Os prefácios de Tutaméia” e “As estórias de Tutaméia”. In: ROSA, João Guimarães. Tutaméia (Terceiras Estórias). 6. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, pp. 215-225.

ROSA, João Guimarães. 1985. Tutaméia (Terceiras Estórias). 6. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. — SILVA, David Lopes da. 2001. Tutaméia: prefácio. 92p. Dissertação (Mestrado em Letras) — Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. — SIMÕES, Irene Gilberto. s/d. Guimarães Rosa: as paragens mágicas. São Paulo: Perspectiva.

SPERA, Jeane Mari Sant’Ana. 1984. O mundo encantado de Tutaméia: uma leitura de João Guimarães Rosa. 305p. Dissertação (Mestrado em Letras) — UNESP, Assis.

SPERBER, Suzi Frankl. 1982. Tutaméia. In: Guimarães Rosa: signo e sentimento. São Paulo: Ática, pp. 103-110. — TURRER, Daisy. 2002. O livro e a ausência de livro em Tutaméia, de Guimarães Rosa. Belo Horizonte: Autêntica.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.