A vitória do derrotado: analisando o IDEB do ensino médio em Pernambuco

Erinaldo Ferreira do Carmo, Dalson Figueiredo, Romero Maia, Lucas Silva

Resumo


Este artigo analisa a consistência dos resultados do IDEB 2015 de Pernambuco. Metodologicamente, o desenho de pesquisa combina estatística descritiva, multivariada e entrevistas não estruturadas. As conclusões indicam que: 1) a amostra utilizada para mensurar o teste de avaliação de desempenho não é aleatória, o que inviabiliza a generalização dos resultados; 2) a alta taxa de aprovação infla artificialmente a magnitude do IDEB; 3) não existe correspondência entre a posição de Pernambuco no IDEB e no ENEM; 4) não existe correlação entre o desempenho do IDEB nos diferentes níveis de ensino no Estado; e 5) a adoção de uma casa decimal na divulgação do Índice posiciona, de forma equivocada, Pernambuco e São Paulo no mesmo patamar. Em conjunto, essas limitações comprometem a validade da inferência de que Pernambuco tem a melhor educação pública do país e justificam a imposição de dúvidas razoáveis sobre o próprio modelo de avaliação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Revista Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Colégio de Aplicação da UFPE

Endereço
Avenida da Arquitetura S/N Cidade Universitária
CEP 50740 - 550

Telefones
Secretaria: (81) 2126-8332
Direção: (81) 2126-8335