O uso do celular em sala de aula como ferramenta pedagógica: Benefícios e desafios

Cintia Cerqueira Cunha Pimenta, Priscila Almeida Lopes

Resumo


O uso do celular em sala de aula é um dos temas que tem causado bastante polêmica entre profissionais da educação. Buscando compreender melhor os dois lados, realizamos uma breve discussão sobre o assunto, por meio do método qualitativo de revisão bibliográfica, com o objetivo de contribuir com uma discussão mais aprofundada sobre a utilização deste dispositivo como ferramenta pedagógica no processo de ensino-aprendizagem. A priori, os resultados se mostram a favor desta utilização em sala de aula, com a ressalva de que cabe ao professor promover a devida conscientização ética dos alunos para que estes não se apropriem de situações permissivas para o uso inadequado do aparelho e, também, de envolver a escola para obter necessário apoio institucional.


Texto completo:

52-66

Referências


ANTUNES, M. T. P.; MARTINS, E. Capital Intelectual: verdades e mitos. Revista Contabilidade & Finanças. USP, São Paulo, n. 29, p. 41-54, maio/ago. 2002.

BELLONI, Maria Luiza. Educação à distância. 3 ed. Campinas: Autores Associados,kp

BENTO, M. C. M.; CAVALCANTE; R. S. Tecnologias móveis em Educação: o uso do celular na sala de aula. ECCOM, v. 4, n. 7, jan./jun. 2013.

CONFESSOR, F. I. C. Novas tecnologias: desafios e perspectivas na Educação. 1. ed. Clube dos autores. Brasil, 2011.

COSTA, G. S. Mobile Learning: explorando potencialidades com o uso do celular no ensino aprendizagem de língua inglesa como língua estrangeira com alunos da escola pública. Tese (Doutorado). Universidade Federal de Pernambuco. Recife-PE, 2013.

FLÔRES, C. A utilização do aparelho celular em sala de aula. XVI Congresso Internacional de Relações Públicas e Comunicação. 22-24 de out. Salvador-BA, 2014.

GROSSI, Márcia Gorett Ribeiro; FERNANDES Letícia Carvalho Belchior Emerick. Educação e tecnologia: o telefone celular como recurso de aprendizagem. EccoS Revista Científica, n. 35, p. 47-65, set./dez. São Paulo, 2014.

KERN, Richard; WARSCHAUER, Mark. Theory and practice of network-based language teaching. In: WARSCHAUER, M.; KERN, R. (Orgs.). Network-based language teaching: Concepts and practice. New York: Cambridge University Press, 2000, p. 1-19. Disponível em: . Acesso em: 11/05/2017.

LIMA, P. R. B. O uso de celular como recurso didático. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2012.

MARTINS, Claudia Beatriz Monte Jorge; MOREIRA, Herivelto. O campo CALL (Computer Assisted Language Learning): definições, escopo e abrangência. Calidoscópio, Vol. 10, n. 3, 2012, p. 247-255. Disponível

em: . Acesso em 15/04/2017.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. S. Paulo: Civilização Brasileira, 1968.

MELO, R. C. de. Aspectos de neurociências, simulações e habilidades cognitivas aplicáveis ao ensino superior tecnológico. Tekhne e Logos, Botucatu, SP, v.6, n.1, junho, 2015.

NAGUMO, E. O uso do aparelho celular dos estudantes na escola. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade de Brasília. Brasília-DF, 2014.

PAIVA, Vera Lúcia Menezes de Oliveira e. O uso da tecnologia no ensino de línguas estrangeiras: breve retrospectiva histórica. Disponível em: Acesso em 11 de abr. de 2016.

PIAGET, J. A formação do símbolo na criança: imitação, jogo, sonho e representação. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

REVISTA Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. v. 1, n. 1, jun., Brasília: MEC, SETEC, 2008.

REZENDE, F. As novas tecnologias na prática pedagógica sob a perspectiva construtivista. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 2, n. 1, mar. 2002.

STEWART, T. A. Capital Intelectual: A nova vantagem competitiva das empresas. 10a ed. Rio de Janeiro: Campus, 1998. p. 13.

SILVA, F. P. H. da. Ética e responsabilidade moral no uso das tecnologias de informação e comunicação. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade do Paraná, Curitiba, 2013.

UNESCO Policy Guidelines for Mobile Learning. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). Paris, France, 2013. Disponível em: . Acesso em 11 de abril de 2016.

VIVIAN, Caroline Deprá; PAULY, Evaldo Luis. O uso do celular como recurso pedagógico na construção de um documentário intitulado: Fala sério! Revista digital da CVA-Ricesu, v. 7, n. 27, fev. 2012, p. 3.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica - ISSN: 2447-6943

Indexadores: