Aula como fantasia

Miriane Cupini Pedarsini, Fabiane Olegário

Resumo


O presente artigo trata de pensar as fantasias de escritas em uma aula. Apresenta referenciais teóricos, como o pensamento de Barthes (2005, 2013a, 2013b), para pensar a fantasia, e de Corazza (2012), Munhoz e Costa (2013), para pensar nos movimentos de uma aula. O objetivo deste artigo é perceber como uma aula pode ser constituída em meio às fantasias. Para isso, toma o método inventivo como propulsor para as fantasias de aulas mediante a escrita, pois as ideias de fantasia que Barthes apresenta são fundamentais para se desejar uma aula de fantasia, pensar em uma aula que não tem início nem término, pois talvez estejamos sempre no meio dela. O artigo não busca apresentar uma aula ideal e verdadeira, mas, ao contrário, mostrar outras possibilidades para uma aula, isenta de modelos e padrões predefinidos. Se uma aula está em todo lugar, é porque é atravessada de fantasia. É uma aula viva e potente de criação das fantasias de escritas. Nesse sentido, uma aula é fantasia.


Texto completo:

94-105

Referências


ADÓ, Máximo Daniel Lamela. Experimentação e criação na docência: poéticas citacionais. 13 sep. 2017, 22 nov. 2017. 60 p. Notas de Aula. Aula 1.

BARTHES, Roland. A preparação do romance I: da vida à obra. Tradução: Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

BARTHES, Roland. Aula: aula inaugural da cadeira de semiologia literária do Colégio de França, pronunciada dia 7 de janeiro de 1977. Tradução: Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Cultrix, 2013a.

BARTHES, Roland. Como viver junto: simulações romanescas de alguns espaços cotidianos: cursos e seminários no Collège de France. 2.ed. Tradução: Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2013b. (Coleção: Roland Barthes).

BECKER, Fernando. Modelos pedagógicos e modelos epistemológicos. Revista Paixão de Aprender. Porto Alegre. 1993. p. 18-23.

COMÊNIUS, João Amós. Didática Magna. Tradução de Ivone Castilho Benedetti. 4. ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2011.

CORAZZA, Sandra Mara. Didática da criação: aula cheia, antes da aula cheia. In: _____. Didaticário de criação: aula cheia. Porto Alegre: UFRGS, 2012. v. 3. p. 23-27.

COSTA, Cristiano Bedin da. Acerca das matérias de escrita. . In: CORAZZA, Sandra. (Org.) Fantasias de escritura. Porto Alegre: Sulina, 2010. p. 9-22.

DALBOSCO, Claudio A. Kant & a educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2011. (Coleção Pensadores & a educação).

DELEUZE, Gilles. O abecedário de Gilles Deleuze. Transcrição integral do vídeo. USP: 1988. Disponível em: . Acesso em: 09 set. 2017.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Tradução: Ana Lúcia de Oliveira, Aurélio Guerra Neto e Celia Pinto Costa. 2.ed. São Paulo: Editora 34, 2011. v. 1. (Coleção TRANS).

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Tradução: Aurélio Guerra Neto et alii. — Rio de Janeiro: Ed. 34, 1996. v. 3. (Coleção TRANS).

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 47. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

HATTGE, Morgana Domênica; KLAUSS, Viviane. A importância da pedagogia nos processos inclusivos. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 27, n. 49, p. 327-340, mai./ago. 2014.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Tradução de João Wanderley Geraldi. Revista Brasileira de Educação, Universidade de Barcelona, Espanha, n. 19, p. 21-28, jan/fev/mar/abr. 2002.

MUNHOZ, Angélica Vier; COSTA, Luciano Bedin da. Uma aula não precisa ser confundida com todas as aulas. In: SALES, José Albio Moreira de; FELDENS, Dinamara Garcia. Arte e filosofia na mediação de experiências formativas contemporâneas. Fortaleza: EDUECE. 2013. p. 61-72.

NARODOWSKI, Mariano. Comenius & a educação. Tradução de Alfredo Veiga-Neto 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. v. 1. (Coleção Pensadores & a educação).

OLEGÁRIO, Fabiane. Cartografia como território dos ensaios. In:______. Rastros das linhas menores de escrita. 2011. Dissertação – Programa de Pós-Graduação em Educação da

Universidade de Santa Cruz do Sul. Santa Cruz do Sul, 2011.

STRECK, Danilo. Rousseau & a educação. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. v. 5. (Coleção Pensadores & a educação).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica - ISSN: 2447-6943

Revista Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Colégio de Aplicação da UFPE

Endereço
Avenida da Arquitetura S/N Cidade Universitária
CEP 50740 - 550

Telefones
Secretaria: (81) 2126-8332
Direção: (81) 2126-8335