O papel dos jogos pedagógicos no desenvolvimento da interação e da produção orais em inglês com crianças do 1.º ciclo do ensino básico

Lídia Maria Machado

Resumo


O estudo de caso teve como finalidade determinar a utilização dos jogos pedagógicos no ensino das atividades comunicativas (produção e interação orais) numa escola do 1.º ciclo do ensino básico pública portuguesa com alunos de seis e nove anos de idade. O estudo foi preparado com dois grupos a frequentar o 1.º ano e dois grupos a frequentar o 4.º ano de escolaridade (ou seja, dois grupos de controlo e dois grupos experimentais), cujas aulas foram planificadas tendo em conta conteúdos da disciplina de Estudo do Meio e da atividade de Inglês. Para estabelecer esta “articulação”, entre as disciplinas, utilizaram-se, na metodologia, algumas ferramentas do enfoque Cross-curricular e da metodologia Task-Based Language Learning and Teaching, assim como um questionário dirigido a professores, um estudo de caso com todas as aulas gravadas e um protocolo de observação. Concluiu-se, entre outros aspetos, que nem todos os jogos são igualmente úteis no desenvolvimento da produção e da interação orais e verificaram-se valores percentuais de produção e de interação diferentes, de acordo com os grupos estabelecidos.

Texto completo:

173-181

Referências


ABRANTES, P., Campos, R., Ribeiro, A. A. (2009). Actividades de Enriquecimento Curricular: Casos de Inovação e Boas Práticas. Lisboa: CIES-ISCTE.

ALVES, R. M. (2004). Atividades Lúdicas e Jogos no Ensino Fundamental in Paper presented to the III Encontro de Pesquisa em Educação/II Congresso Internacional em Educação. Teresina.

AMARO, S. C. C. (2009). Recursos Online para Aprendizagem da Língua Inglesa no Primeiro Ciclo do Ensino Básico: Identificação e Análise. Universidade do Minho: Instituto de Estudos da Criança.

ANDERSON-McNAMEE, J. K., BAILEY, S. J. (2010). The Importance of Play in Early Childhood Development. Montana State University.

BARALO, M. (2000). El Desarrollo de la Expresión Oral en el Aula de E/LE. Carabela, 47, 5-36.

BYGATE, M., SKEHAN, P., SWAIN, M. (2013). Researching Pedagogic Tasks: Second Language Learning, Teaching and Testing. USA: Routledge.

COLINA, A., GARCÍA MAYO, M. P. (2007). Attention to Form across Collaborative Tasks by Low-proficiency Learners in an EFL Setting in Paper presented to the SLRF 2005 Second Language Research Forum, New York.

CONSELHO da Europa (2001). Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas: Aprendizagem, Ensino, Avaliação. Colec.: Perspetivas Atuais/Educação. Edições ASA.

DEPARTAMENTO de Educação Básica (1999). Ensino Básico: Competências Gerais e Transversais. Lisboa: Ministério da Educação.

DIAS, A., TOSTE, V. (2006). Ensino do Inglês, 1.º Ciclo do Ensino Básico (1.º e 2.º anos) – Orientações Programáticas. Lisboa: Ministério da Educação.

HUNG, N. V. (2014). Review of Notion and Framework of Task-based Language Teaching. International Journal of English Language and Linguistics Research, 2 (1), 39-48.

NUNAN, D. (2004). Task-Based Language Teaching. Cambridge: Cambridge University Press.

JENSEN, L. (2001). Planning Lessons. Murcia, M. Teaching English as a Second or Foreign Language. Boston: Heinle & Heinle Publishers.

POSADA, C. V., FRANCIS, A. M. (2012). Application of Games for the Development of Speaking Skill in fourth Graders form Remigio Antonio Cañate School. Pereira: Universidad Tecnológica.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica - ISSN: 2447-6943

Revista Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Colégio de Aplicação da UFPE

Endereço
Avenida da Arquitetura S/N Cidade Universitária
CEP 50740 - 550

Telefones
Secretaria: (81) 2126-8332
Direção: (81) 2126-8335