Percepção, conhecimento e linguagem: contribuições da argumentação para construção de uma aprendizagem significativa crítica

Rayssa Suane de Araújo Lima, Kátia Aparecida da Silva Aquino, Ruth do Nascimento Firme

Resumo


Apoiado em uma concepção de linguagem como constitutiva da cognição humana, este estudo busca mostrar que as ações argumentativas na sala de aula contribui para a promoção de uma Aprendizagem Significativa Crítica. Nesta direção, nos viabilizará um estudo da linguagem e sua essencialidade para cognição mediante análise de mapas conceituais. As contribuições possibilitadas pela argumentação nos processos de negociação de significados e vivenciada no âmago das interações sociais na sala de aula, revelaram dentre outros aspectos, a autorreflexão e a ressignificação crítica de conceitos científicos.


Texto completo:

408-424

Referências


AQUINO, K. A. S; OLIVEIRA, N.; LIMA, R.; CHIARO, S. Construção e análise de material instrucional potencialmente significativo para a educação química no ensino médio. Aprendizagem Significativa em Revista, v.7, n. 3, p. 43-59, 2017.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e Retenção de Conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 2003.

DE CHIARO, S.; AQUINO, K. A. Da S. Argumentação na sala de aula e seu potencial metacognitivo como caminho para um enfoque CTS no ensino de química: uma proposta analítica. Educação e Pesquisa, v. 43, n. 2, p. 411-426, abr/jun 2017.

FUENTES, C. Elementos para o desenho de um modelo de debate crítico na escola. Chile: Centro de Estudios de la Argumentación y el Razonamiento Facultad de Psicología, Universidad Diego Portales, 2011.

LEITÃO, S. Argumentação e desenvolvimento do pensamento reflexivo. Psicologia: reflexão e crítica, p. 454-462, 2007.

LEITÃO, S. DAMIANOVIC, M. C. Argumentação na escola: o conhecimento em construção. Campinas: Pontes Editora, p. 13-46, 2011.

LIMA, R.; AQUINO, K.; OLIVEIRA, N.; LIMA, R.; CHIARO, S. A construção da aprendizagem significativa crítica através do uso da argumentação. São Paulo: 6º Encontro Nacional de Aprendizagem Significativa ENAS, 2016.

MOREIRA, M. A. Mapas Conceituais e aprendizagem significativa. Cadernos de Aplicação, 11(2), p. 143-156, 1998.

MOREIRA, M. A. Linguagem e Aprendizagem Significativa. Minas Gerais: II Encontro Internacional Linguagem, Cultura e Cognição, 16 a 18 de Julho de 2003.

MOREIRA, M. A. Negociação De Significados e Aprendizagem Significativa. Ensino, Saúde e Ambiente, v.1, n.2, p 2-13, dez.2008.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem significativa crítica. Porto Alegre: Instituto de Física da UFRGS, 2010.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem Significativa em mapas conceituais. Textos de Apoio ao Professor de Física, do PPGEnFis/IF-UFRGS, Brasil. Vol. 24, N. 6, 2013.

NOVAK, J.D e GOWIN, D.B. Aprender a aprender. 1ª ed. em português. Lisboa: Plátano Edições Técnicas, 1984.

OLIVEIRA, M K. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento – um processo sócio-histórico. São Paulo: Editora Scipione, 1991.

VYGOTSKY, L.S. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes. 1ª ed. brasileira, 1990.

VYGOTSKY, L.S. Thinking and speech. R. RIEBER and A. CARTON (Orgs.). New York: The Collected Works of L.S. Plénum, 1987.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica - ISSN: 2447-6943

Revista Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Colégio de Aplicação da UFPE

Endereço
Avenida da Arquitetura S/N Cidade Universitária
CEP 50740 - 550

Telefones
Secretaria: (81) 2126-8332
Direção: (81) 2126-8335