Uma história da Educação Matemática da Bahia: uma análise do ensino de Aritmética nas Revistas do Ensino Primário (1892-1893)

Rosemeire dos Santos Amaral, Irani Parolin Santana, Claudinei de Camargo Sant’Ana

Resumo


Este artigo tem por objetivo apresentar uma exposição e análise dos pressupostos do ensino de Aritmética na Bahia dos anos finais do século XIX, por intermédio das publicações da Revista do Ensino Primário, referentes aos anos de 1892 e 1893, como constructos para o estudo da História da Educação Matemática na Bahia. A Revista do Ensino, disponível na Biblioteca Pública do Estado da Bahia, no setor de periódicos raros, em seus 10 exemplares, demonstrou-se um excelente instrumento para a referida pesquisa, elucidando aspectos de cunho histórico-cultural, social e educativo, quanto a situação do ensino de Aritmética nas Escolas Primárias do Estado que, seguindo o perfil dos outros Estados, porém de maneira vagarosa e retardatária, investia nos preceitos de uma pedagogia moderna, com base nos modelos pedagógicos desenvolvidos e aplicados em países como os Estados Unidos. O ensino intuitivo, mesmo apresentando dificuldades, foi implantado em tais escolas, bem como uma tecnologia mais avançada como as máquinas de contar, os contadores mecânicos conhecidos como “arithmometros e fracciometros”, visando um melhor desempenho para o ensino da Aritmética.


Palavras-chave


Aritmética. Educação baiana. História da Educação Matemática. Revista do Ensino Primário. Século XIX.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v8i3.23056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br