Material dourado e equações do segundo grau: do algébrico ao geométrico, do mecânico ao significativo

Gabriela Francisco, Adriano dos Luiz Santos Né, Tatiana Comiotto

Resumo


Este artigo é parte de um trabalho de conclusão do curso de licenciatura em matemática e tem por objetivo analisar o aprendizado dos estudantes referente ao conteúdo de equação do segundo grau com o intuito de encontrar suas raízes, por meio de dois métodos de ensino, um utilizando a fórmula de Bhaskara (forma comumente utilizada pelos professores do ensino fundamental para ensinar estudantes do nono ano) e outro por meio do uso do Material Dourado (idealizado por Maria Montessori), este último servindo como uma metodologia alternativa para os professores. Estes métodos foram aplicados em uma escola pública localizada no bairro Floresta na cidade de Joinville, no primeiro semestre de 2018, com duas turmas do nono ano do ensino fundamental. Em uma turma as aulas foram ministradas através do método “tradicional” utilizando a fórmula de Bhaskara e na outra as aulas foram diferenciadas com a utilização de Material Dourado. Como resultados obtidos apresentou-se pontos positivos e negativos na utilização destes dois métodos para resolver equações do segundo grau, e apontaram-se algumas potencialidades que a utilização do Material Dourado traz para o processo de aprendizagem deste assunto quando comparado ao uso da fórmula de Bhaskara.

Palavras-chave


Ensino de Matemática; Equação do segundo grau; Bhaskara; Material Dourado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v10i3.242482

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br