Um olhar para a Conceitualização da Função Exponencial Decorrente de uma Atividade de Modelagem Matemática

Kleber Luciano Niro, Lilian Akemi Kato

Resumo


Neste artigo apresentamos o desenvolvimento de uma situação problema, ocorrido durante um Curso de Extensão, desenvolvido em uma universidade pública do Paraná, com alunos do primeiro ano do curso de Matemática, cujos dados nos subsidiaram a responder à questão: Que proposições do Campo Conceitual das funções exponenciais são manifestadas por grupos de estudantes no desenvolvimento de uma atividade de Modelagem Matemática? Para isso nos baseamos no trabalho de Sureda e Otero (2013), onde nos valemos de seus sistemas de representação para evidenciar os invariantes operatórios, mais especificamente as proposições, evocadas pelos grupos de estudantes nos esquemas desenvolvidos para solucionar a situação proposta. A análise dos resultados obtidos nas resoluções efetivadas pelos grupos nos permitiu, a luz da lente teórica, conjecturar que a realização da tarefa em grupo exigiu a negociação de esquemas manifestados pelos seus membros o que resultou na elaboração final de proposições que revelam sobre a conceitualização da função exponencial.


Palavras-chave


Sistemas de representação, teoria dos campos conceituais, proposições, grupos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v11i3.243990

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br