Narrativa de uma experiência na pós-graduação: Entre os vícios do presencial e a presença do digital

Nuria Pons Vilardell Camas, Fernando Roberto Amorim Souza, Carmen Sílvia Costa

Resumo


O presente trabalho pretende trazer o olhar acerca da concepção da modalidade a distância, do denominado ensino remoto e apresentar uma experiência que está sendo realizada em plena pandemia,  num olhar de professor-pesquisador da área, que vem tratando desde abril de 2020 com algumas disciplinas ofertadas na Universidade Federal do Paraná, de modo a se poder observar quais desafios foram encontrados pela professora em seu papel de formadora. Partiu-se do problema  de como o professor de ensino superior desenvolve sua prática pedagógica em uma modalidade não presencial, quais desafios enfrentou, quais mudanças foram e são necessárias? O Objetivo geral deste estudo é realizar uma análise inicial da prática pedagógica de um professor do ensino superior em sua experiência em período emergencial com aulas a distância de forma síncrona e assíncrona. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, empírica, que se constrói a partir do olhar-experiência e da narrativa pessoal que se construiu e se constrói desde abril de 2020. Trar-se-á a vivência e as reflexões da professora pesquisadora com seus orientandos no que concerne à leitura das narrativas pessoais e a tentativa de não desviar de seu foco central: as aprendizagens. Não se tem a intenção de esgotar a temática que aqui se trará, assim como, por se tratar de uma abordagem metodológica qualitativa, exploratória, portanto, empírica e interpretativa, tentar-se-á explorar a experiência aqui trazida.


Palavras-chave


EaD, ensino remoto, práticas pedagógicas; ensino superior; pandemia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v11i2.248285

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br