EXIBIÇÃO DE FILMES COMO UMA ESTRATÉGIA COMPLEMENTAR NO ENSINO DE GEOGRAFIA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA

Willian Magalhães de Alcântara, Lívia Maschio Fioravanti

Resumo


Este artigo descreve o planejamento, a realização e os resultados de uma experiência pedagógica que consistiu na exibição semanal de filmes seguida de debates como um recurso didático-pedagógico complementar para ensinar a Geografia no ensino médio. Um grupo de 20 estudantes e professores de geografia de uma escola pública da cidade de Primavera do Leste, no estado de Mato Grosso, no Brasil, participaram das exibições de filmes e dos debates, nos quais o conteúdo do filme era examinado. Os filmes eram antigos (Rambo e Tempos Modernos) e recentes (Jardineiro Fiel), nacionais e internacionais, com enredos mais simples (Nação Fast Food) ou mais complexos (Doutor Fantástico), com uma ampla temática, como conflitos globais, geopolítica da América Latina, guerra fria e dilemas urbanos. O artigo apresenta os critérios para selecionar os filmes, organizar os debates e avaliar as reuniões. Os debates e os questionários de avaliação indicaram que a maioria dos participantes apreciou as 17 exibições de filmes e compreendeu as principais mensagens dos filmes, bem como as relações com as aulas de Geografia. A estratégia mostrou-se eficaz na combinação de educação e entretenimento.


Palavras-chave


Ensino de Geografia, Cinema, Recursos Didático-Pedagógicos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51359/2594-9616.2018.240431



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.