O trabalho de campo não é só lazer: um recurso metodológico imprescindível no processo de ensino-aprendizagem em geografia

Ricardo Chaves de Farias, Alcinéia de Souza Silva

Resumo


Partindo da sistematização de um método para o desenvolvimento do trabalho de campo na Educação Básica, o artigo discorre sobre as potencialidades desse recurso metodológico no processo de ensino-aprendizagem em Geografia. Para tanto, a discussão teórica de cunho crítico e a observação participante em um trabalho realizado no município de Pirenópolis-GO constituem-se os procedimentos metodológicos empregados nesse estudo. Os resultados explicitam que, fundamentando-se em um método que assegure o desenvolvimento pedagógico dessa prática e em aportes teóricos que favoreçam a compreensão da espacialidade dos fatos/fenômenos, o trabalho de campo constitui-se como um instrumento eficaz na construção de conhecimentos geográficos. Destaca-se que sua finalidade é educativa e viabiliza o raciocínio geográfico por meio de atividades práticas e mentais frente aos objetos/fenômenos estudados. 


Palavras-chave


Geografia escolar; Método; Trabalho de campo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.51359/2594-9616.2021.247524

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.