Gêneros Musicais e Sonoridade: construindo uma ferramenta de análise

Felipe Trotta

Resumo


Este artigo discute modelos de análise de sonoridade aplicados à música popular. Parte-se da noçao de que o estudo das interações sociais e midiáticas da música popular são indissociáveis dos elementos sonoros que moldam sua apropriação e circulação social. Assim, uma abordagem sobre o fenômeno musical não deveria prescindir de comentários sobre a sonoridade, incorporando este elemento a um arsenal metodológico propício para o estudo da música e dos gêneros musicais.

Palavras-chave


música popular; gêneros musicais; sonoridade; análise

Texto completo:

PDF

Referências


JANOTTI Jr., Jeder. “Música popular massiva e gêneros musicais: produção e consumo da canção na mídia” In: Comunicação, mídia e consumo vol. 3 n.7. São Paulo: ESPM, 2006.

FRITH, Simon. Performing rites: on the value of popular music. EUA: Harvard University Press, 1996.

FABBRI, Franco. “A Theory of Musical Genres: Two Applications”. In: Popular Music Perspectives, Papers from the First International Conference on Popular Music Research, David Horn e Philip Tagg, eds., IASPM, Göteborg & Exeter, 1982.

SANDRONI, Carlos. Feitiço decente: transformações no samba (1917-1933). Rio de Janeiro: EdUFRJ, 2001.

SODRÉ, Muniz. Samba, o dono do corpo. Rio de Janeiro: Mauad, 1998.

TAGG, Philip. Musicology and semiotics of popular music. Versão virtual extraída em 19/1/2004 do site oficial do autor: www.tagg.org, originalmente publicado na Revista Semiotica nº 66-1/3, pp. 279-298, 1987.

TROTTA, Felipe. O samba e suas fronteiras: samba de raiz e pagode romântico nos anos 1990. Belo Horizonte: EdUFMG, 2007 (no prelo).

VIANNA, Hermano. O mistério do samba. Rio de Janeiro: EdUFRJ/Zahar, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil