O circuito do samba e do choro carioca no contexto atual marcado pela reestruturação da indústria fonográfica

Micael Herschmann

Resumo


Analise do circuito cultural do Samba e Choro que vem se configurando na última década no bairro da Lapa (no Rio de Janeiro, Brasil) - da perspectiva de uma agenda ampliada dos estudos culturais -, procurando avaliar a importância da experiência de “soundscape” e de “raiz” que é gerada nesta localidade. Busca-se avaliar o grande êxito deste circuito musical permite repensar a crise e alternativas para a indústria da música (independente) local, isto é, parte-se do pressuposto de que este estudo de caso é capaz de trazer subsídios para se elaborar novas políticas públicas para o país. Ao analisar os vários momentos importantes da dinâmica do circuito independente do Samba e do Choro – tais como o da produção, consumo, representação, identidade e regulação – visa-se construir um “mapa noturno”, elaborando uma interpretação não reducionista dos processos que envolvem a indústria da música independente (indies), nas suas tensões e articulações com as majors do entretenimento no mundo globalizado.

Palavras-chave


comunicação; cultura; indústria da música

Texto completo:

PDF

Referências


BUQUET, Gustavo. 2002. “La industria discográfica: un reflejo tardío y dependencia del mercado internacional”. En Comunicación y cultura en la era digital, ed. Enrique Bustamante, 67-106, Barcelona: Gedisa.

DW. 2005. “PopKomm reascende debate sobre música digital. DW — World. DE. Deutsche Welle. [Consulta: 02 de agosto de 2007].

HERSCHMANN, Micael. 2007. Lapa, cidade da música. Rio de Janeiro: Ed. Mauad X.

IFPI. 2007. Global Recording Industry in numbers – 2006. Londres: IFPI Market Publication,

NEGUS, Keith. 2005. Géneros musicales y la cultura de las multinacionales. Barcelona: Paidós.

PINE, B. Joseph; GILMORE, James. 2001. O espetáculo dos negócios. Rio de Janeiro: Campus.

REVISTA POLLSTAR. 2007. “On Tour: Your Favorite Album”. Pollstar [Consulta: 01 de agosto de 2007].

SANDALL, Robert. 2007. “Off the record.” Prospect Magazine [Consulta: 29 de julho de 2007].

THE ECONOMIST. 2007. “A Change of Tune.” Economist.com [Consulta 28 de julho de 2007].

YÚDICE, George. 1999. “La industria de la música en la integración América Latina–Estados Unidos”. En Las industrias culturales en la integración latinoamericana, ed. Carlos Moneta e Néstor García Canclini, 115-164, Buenos Aires: Eudeba.

YÚDICE, George. 2007. “La transformación y diversificación de la industria de la música”. En La Cooperación Cultura-Comunicación en Iberoamérica, ed. Enrique Bustamante, 175-201, Madrid: Fundación Alternativas.

ZALLO, Ramón. 1988. Economía de la Comunicación y de la cultura. Madri: Akal.

IFPI. 2006. Global Recording Industry in numbers – 2005. Londres: IFPI Market Publication,


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil