A Roda Gira (na História e no Cinema): Vertov, o contexto político e o cinema soviético dos anos 20

Paulo Roberto Figueira Leal, Laura Pequeno

Resumo


O presente artigo sistematiza passagens marcantes do cinema soviético nos anos 20 e descreve suas relações com o contexto político, buscando assim apresentar motivações e consequências ideológicas que se expressam na obra de Dziga Vertov. Ao analisar a trajetória do diretor e a presença do Estado Soviético na produção cinematográfica, realça-se o cinema como arma de luta a favor do socialismo, como defendia Vertov, e a experimentação formal como marca de uma época.

Palavras-chave


cinema soviético; Dziga Vertov; construtivismo

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERA, François. Eisenstein e o construtivismo russo: a dramaturgia da forma em 'Stuttgart' (1929). São Paulo: Cosac & Naify, 2002. p.165-232.

DARIN, Silvio. “A invenção de uma escritura documental”. In. Espelho Partido. Tradição e Transformação do documentário. Rio de Janeiro: Azougue editorial, 2004.

DELEUZE, Gilles. Cinema 1 - A imagem-movimento. Trad. Stella Senra. São Paulo: Brasiliense, 1985.

DUBREK-MEYER, Natascha, MURASOV, Jurij (Orgs.). Apparatur und Rhapsody: zu den Filmen des Dziga Vertov. Frankfurt am Main: Lang, 2000.

FELDMAN. Seth. "'Peace Between Man and Machine': Dziga Vertov's The Man with a Movie Camera." In: Documenting the Documentary: Close Readings of Documentary Film and Video. Ed. Barry Keith Grant e Jeannette Sloniowski. Detroit: Wayne State University Press, 1998.

GERVAISEAU, Henri. Dziga Vertov - Do cinema verdade à arte da passagem entre as imagens. In: Revista Cinemais 1. Rio de Janeiro: Editorial Cinemais, 1996.

GRANJA, Vasco. Dziga Vertov. Lisboa: Livros Horizonte, 1981.

KENEZ, Peter. Cinema and soviet society from the revolution to the death of Stalin. New York: Ed. I.B. Tauris & Co Ltda, 2001.

MANOVICH, Lev. The Language of New Media. Massachussets: MIT Press, 2001.

ROBERTS, Graham. Signification and significance. In: The Man With the Movie Camera. London: Tauris, 2000.

SADOUL, Georges. Dziga Vertov. Paris: Editions Champ Libre, 1971.

SARAIVA, Leandro. “Montagem Soviética“. In: MASCARELLO, Fernando (Org.). História do cinema mundial. Campinas: Papirus, 2006

ŠKLOVSKIJ; Viktor. Die Filmfabrik. In: BEILENHOFF, Wolfgang (Org.). Poetika Kino – Theorie und Praxis des Films im russischen Formalismus. Frankfurt: Suhrkamp, 2005. p. 247-262.

STAM, Robert. Os teóricos soviéticos da montagem. In: Introdução à teoria do cinema. Campinas: Papirus, 2003

VERTOV, Dziga. Kino-eye. The Writings of Dziga Vertov. Introdução de Annette Michelson. Tradução de Kevin O'Brien. Berkeley: Univ. of California Press, 1984.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil