Comunicação, Tecnologia e Utopia: uma tentativa de análise crítica dos estudos de comunicação contemporâneos

Carolina Dantas de Figueiredo

Resumo


Para compreendermos melhor uma perspectiva utópica bastante recorrente nos estudos contemporâneos de comunicação fizemos uma breve análise sobre o tema a partir dos textos publicados desde 2004 no Intercom e Compós, por servirem ambas como instâncias legitimadas e legitimadoras do debate acadêmico no Brasil. De acordo com este levantamento, pudemos apreender que a ênfase sobre a comunicação utópica, pareceu-nos mesmo, que há uma espécie de entusiasmo com os processos de informatização que norteia as pesquisas em comunicação brasileira, havendo críticas apenas esparsas das relações entre comunicação e tecnologia.

Palavras-chave


comunicação; utopia; tecnologia

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Artur Jorge de Matos Alves. A reformulação da tecno-utopia pelas tecnologias da informação e comunicação. Doutorando, Universidade Nova de Lisboa, Portugal. Anais do IX Congreso IBERCOM Sevilla-Cádiz, 2006.

BRETON, Philippe. A Utopia da Comunicação. Lisboa: Instituto Piaget, 1994.

BRUNO, Fernanda, et al. O oráculo de Mountain View: o Google e sua cartografia do ciberespaço. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Agosto de 2006 - 2/21.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede - A Era da Informação - Vol. 1 - 10ª Ed., Paz e Terra (2006).

CASTRO, Gisela. Podcasting e consumo cultural. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Dezembro de 2005 – 2/18.

CHISTOFOLETTI, Rogério e LAUX, Ana Paula França. Confiabilidade, credibilidade e reputação: no jornalismo e na blogosfera. Intercom – Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v.31, n.1, p. 29-49, jan./jun. 2008.

DALMONTE, Edson Fernando. Inovações tecnológicas, Webjornalismo e fluxos informacionais: entre novas possibilidades e velhos ideais. Intercom – Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v.30, n.1, p. 129-149, jan./jun. 2007.

DEL BIANCO, Nelia. A Internet como fator de mudança no jornalismo. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo – Volume XXVII, nº 1, janeiro/junho de 2004.

DENCKER, Ada de Freitas Maneti.Novas tendências da pesquisa em comunicação no Brasil: preferências temáticas da geração emergente. Intercom – Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v.31, n.1, p. 15-28, jan./jun. 2008.

GUIMARÃES, André Sathler . Reflexões sobre tecnofilia e a impossibilidade da satisfação plena. In: Revista Brasileira de Ciêcias da Comunicação. São Paulo – Volume XXVII, nº 2, julho/dezembro de 2004.

LEITE, Sidney Ferreira. Reflexões sobre a comunicação e sociedade: as contribuições de Douglas Kellner. E-compós Revista Eletrônica. 1a. ed. Dezembro de 2004.

LEMOS MARTINS, Moisés de. Da utopia da comunicação à comunicação sem utopia. Metamorfose no sistema e nas relações de comunicação nos últimos trinta anos em Portugal. Atas do Quinto Congresso Português da Associação Portuguesa de Sociologia.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo. Ed. 34. 1999.

LOPES, Maria Immacolata Vassallo. As fronteiras entre as ciências sociais vistas da comunicação: uma aproximação aos estudos sociais das ciências. E-compós Revista Eletrônica. 1a. ed. Dezembro de 2004.

LOPES, Marcelo Benevides. As novas utopias piratas: Uma análise de wikis e projetos colaborativos através da Zona Autônoma Temporária de Hakim Bey. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Agosto de 2007.

MARTINS, Francisco Menezes. Cyberspace e os sujeitos da interatividade. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Agosto de 2007 - 2/7.

MORIGI, Valdir José . Teoria social e comunicação:representações sociais, produção de sentidos e construção de imaginários midiáticos. Revista eletrônica e compós. edição 1. Dezembro de 2004.

MOURA, Cláudia Peixoto. Relatório do VII Seminário Internacional da Comunicação da PUCRS: as tecnologias do imaginário como extensões do homem. 2003.

PELLANDA, Eduardo Campos. Mobilidade e personalização como agentes centrais no acesso individual das mídias digitais. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Agosto de 2007 - 2/14.

PIMENTA, Francisco José Paoliello e LORENA FILHO, Dimas Tadeu. Summum Bonum na Rede: a conectividade é algo admirável?.Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Agosto de 2007 – 5/17.

PRIMO, Alex e SMANIOTTO, Ana Maria Reczek. Blogs como espaços de conversação: interações conversacionais na comunidade de blogs insanus. Revista eletrônica ecompós. Dezembro de 2005 – 3/17,

QUADROS, Claudia Irene de. A participação do público no webjornalismo. Revista eletrônica e-compós. Abril de 2006 - 2/21,

RECUERO, Raquel da Cunha. Comunidades Virtuais em Redes Sociais na Internet: Uma proposta de estudo. Revista eletrônica e-compós.. Dezembro de 2005 – 20/27.

REDMOND, Dennis. Adorno’s Negative Dialectics as Multinational Marxism. 2002.

ROCHA, Paula Jung e MONTARDO, Sandra Portella. Netnografia: incursões metodológicas na cibercultura. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós Graduação em Comunicação. Dezembro de 2005 – 2/22.

SANTAELLA, Lucia. Os espaços líquidos da cibermídia. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Abril de 2005 – 2/13

SERRA, Paulo. Comunicação e utopia. In: ROSA, José e SERRA, Paulo. Da fé na Comunicação à Comunicação da fé (p. 121-144). Covilhã: Universidade da Beira Interior, 2005.

SUBTIL, Filipa. A comunicação entre a utopia e a tecnocracia: para uma fundamentação teórica das tecnologias da informação. Análálise Social [online]. 2006, no.181, p.1075-1093.

STOCKINGER, Gottfried . Caminhos da comunicação contemporânea. Revista eletrônica ecompós. edição 1. Dezembro de 2004.

SCROFERNEKER, Cleusa Maria Andrade As organizações na Internet: um estudo comparativo. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós Graduação em Comunicação. Dezembro de 2005.

SZABÓ, Inácio e SILVA, Rubens Ribeiro Gonçalves. A construção de conhecimento nas comunidades virtuais do ciberespaço. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação. Dezembro de 2006 – 2/19.

TRIVINHO, Eugênio. Cibercultura e existência em tempo real: Contribuição para a crítica do modus operandi de reprodução cultural da civilização mediática avançada. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós Graduação em Comunicação. Agosto de 2007 – 5/17.

UNESCO. Um mundo e muitas vozes: comunicação e informação na nossa época. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1983.

UNESCO. Small media, new voices. The UNESCO Courier. Paris, n. 2, fevereiro, 2000.

VARGAS. Georgina Araceli Torres. El acceso universal digital: utopía discursiva. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. São Paulo, v.30, n.2, p. 67-78, jul./dez. 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

© 1996-2017 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil