Imagens que contam: guerra e memória em Moçambique

Catarina Amorim de Oliveira Andrade, Márcia Larangeira Jácome

Resumo


Este artigo se debruça sobre o filme Terra Sonâmbula (Teresa Prata, 2007) para buscar a potencialidade da imagem de guerra, desde sua proveniência à destinação (MONDZAIN, 2017). Nesse sentido, questionamos: o que constitui uma imagem de guerra? Como se configura essa imagem no filme? De que modos tal imagem tangencia e/ou se contrapõe a uma narrativa hegemônica no contexto de conflitos de guerra, evidenciando-se como dimensão importante nos processos de (re)construção da história e da memória individual e coletiva em uma nação independente? A partir dessas indagações, importa pensar a imagem considerando que a sua construção de sentidos se dá por meio do imbricar de domínios – afetivo, político, sociocultural, estético, econômico, tecnológico - e, sobretudo, que envolve processos como o pensamento, a percepção, a memória (BERGSON, 2011), engendrando narrativas que se movem entre a permanência de tradições e mudanças nas práticas sociais para tratar da experiência da guerra.

Palavras-chave


1. Cinema; 2. imagens de guerra; 3. memória; 4. experiência; 5. Moçambique.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLOA, Emmanoel. Entre a transparência e a opacidade – o que a imagem dá a pensar. In: ALLOA, Emmanuel (Org.). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. (Coleção Filô/Estética)

BENJAMIN, Walter. O Narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Coleção Obras Escolhidas, volume I. 3ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1987. P.197-221.

BERGSON, Henri. Matéria e Memória. Ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. São Paulo, Martins Fontes, 2011.

COUTO, Mia. Terra Sonâmbula. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

COUTO, Mia. 2005. Moçambique 30 anos de Independência: no passado, o futuro era melhor?. In: Via Atlântica, nº8, Dezembro, pp.191 -204. Disponível em: . Acesso: 25, ago., 2018.

DEWEY, John. Arte como experiência. São Paulo: Martins Fonte, 2010.

FARIA SILVA, Filipa Isabel. Percursos da memória: uma análise de A Costa dos Murmúrios, de Lídia Jorge, e Terra Sonâmbula, de Mia Couto. 107 folhas. (Mestrado) Dissertação apresentada ao Mestrado em Estudos Linguísticos e Culturais. Centro de Competência de Artes e Humanidades. Funchal: Universidade da Madeira, 2014.

GUIMARÃES, César. Imagens da memória: entre o legível e o visível. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1997.

KELLNER, Douglas: A cultura da mídia. Bauru: Edusc, 2001.

MONDZAIN, Marie-José. A imagem entre proveniência e destinação. In: ALLOA, Emmanuel (Org.). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. (Coleção Filô/Estética)

PORTUGAL. Moçambique: Documentário trimestral. 074. PORTUGAL. Colónia de Moçambique, 74, 1953, 212 pgs. Disponível em: http://memoria-africa.ua.pt/Library. Acesso em: 05, ago., 2018.

RANCIÈRE, Jacques. As imagens querem realmente viver? In: ALLOA, Emmanuel (Org.). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. (Coleção Filô/Estética)

SAID, Edward. Cultura e imperialismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

SCHEFER, Raquel. Cinema revolucionário moçambicano: o visível, o invisível e o translúcido. In: A Cuarta Parede #36, 2017. Disponível em: . Acesso em: 06, ago., 2018.

SILVA, Isabela Oliveira Pereira. Bárbaros tecnizados: cinema no Teatro Oficina. 175 folhas. (Doutorado). Tese apresentada ao Programa de Antropologia Social. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2006.

SORANZ, Gustavo Soranz. O Instituto Nacional de Cinema e outras experiências audiovisuais em Moçambique no seu período póscolonial. In: Contemporânea - Comunicação e Cultura - v.12 – n.01 – jan-abr 2014 – p. 147-164

STAM, Robert & SHOHAT, Ella. Crítica da imagem eurocêntrica. São Paulo: Cosac Naify, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34176/icone.v16i2.238032

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Sem derivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

A Revista Ícone está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial CC BY-NC 4.0.

Classificação de Periódicos 2013-2016, CAPES: B4 (Comunicação e Informação)

ISSN 2175-215X

© 1996-2019 Revista Ícone
Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPE
Av. da Arquitetura, s/n – Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil