Novas práticas pedagógicas: considerações sobre transformações escolares a partir da atuação de docentes do Núcleo Takinahakỹ

Elias NAZARENO

Resumo


Desde o início do processo de colonização do Brasil, aproximadamente em 1532, a educação escolar indígena foi considerada como estratégica para o projeto de colonização e subalternização dos povos indígenas brasileiros. Não por acaso, essa tarefa foi delegada às ordens religiosas, sobretudo à jesuíta, pois elas detinham, além do monopólio em relação à produção do conhecimento e sua divulgação, o poder espiritual, por meio do cristianismo, e a chancela, por parte do Estado português, para que atuassem de forma uníssona com os interesses políticos, econômicos e expansionistas desse Estado. Temos, assim, dois pilares básicos em tal projeto de colonização: a educação escolar, com base nos valores ocidentais, e a cristianização ou catequização dos povos indígenas.

 

New pedagogical practices: considerations about school transformations based on the work of teachers of the Takinahaky Nucleus


Texto completo:

PDF

Referências


HERBETTA, Alexandre Ferraz. Novas práticas pedagógicas: considerações sobre transformações escolares a partir da atuação de docentes do Núcleo Takinahakỹ. 1. ed. Goiânia: Imprensa Universitária, 2018.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

______. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 9394/96. Brasília: Senado Federal, 1996.

HERBETTA, Alexandre Ferraz (Org.). Novas práticas pedagógicas: considerações sobre transformações escolares a partir da atuação de docentes do Núcleo Takinahakỹ. 1. ed. Goiânia: Imprensa Universitária, 2018.

NAZARENO, Elias. Pibid-diversidade: construção de bases epistemológicas na formação de professores indígenas (Pibid-diversity: construction of epistemological bases in the formation of indigenous teachers). Crítica Educativa, v. 3, p. 493-506, 2017.

REPETTO, M. Os Sentidos das Fronteiras na Transdisciplinaridade e na Interculturalidade. Textos&Debates, Boa Vista, n. 22, p. 13-30, jul./dez. 2012.




DOI: https://doi.org/10.33052/inter.v4i7.238250

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.