Formação continuada numa perspectiva da educação para a inteireza: uma necessidade do professor de creche

Dinorá MEINICKE, Andréia Mendes dos SANTOS

Resumo


RESUMO

O presente texto compartilha implicações que emergiram de uma pesquisa qualitativa de abordagem hermenêutica, cujo propósito foi compreender como as Ações de Formação Continuada - FC ofertadas ao Professor de Creche, pela Secretaria Municipal de Educação – SME de Florianópolis/SC, no período 2013-2015, instigavam uma formação na perspectiva de uma Educação para a Inteireza. Os achados desse estudo desvelaram que: as concepções de FC que sustentaram as ações ofertadas pela SME foram sendo aprimoradas ao longo do período; ao serem pensadas, as ações de FC, não contemplavam as dimensões constitutivas do SER no seu planejamento, contudo, embora a Secretaria não tenha concebido tais ações com esse propósito, entende que essas dimensões permearam o seu desenvolvimento e reconhece a importância de viabilizar a FC nesta perspectiva, porém, assinala fragilidade acerca do entendimento do assunto, aponta necessidade e interesse de investir em estudos que possibilitem aprimorar a compreensão da FC na perspectiva da Educação para a Inteireza.

Professores de Creche. Formação Continuada. Educação para Inteireza.


Continuing education from the perspective of Education for Integrality: a need of the Kindergarten Teacher

ABSTRACT

This paper shares implications that emerged from a qualitative research with a hermeneutic approach, whose purpose was to understand how the Actions of Continuing Education - CE offered to the Kindergarten Teacher, by the Municipal Secretary of Education - SME of Florianópolis / SC, in the period 2013-2015, instigated training in the perspective of an Education for Integrality. The findings of this study revealed that: the CE conceptions that supported the actions offered by the SME were being improved over the period; When thinking about CE actions did not contemplate the constitutive dimensions of SER in its planning, however, although the Secretariat did not conceive such actions for this purpose, it understands that these dimensions permeated its development and recognizes the importance of enabling CE in this perspective. However, it points out fragility about the understanding of the subject, points out the need and interest to invest in studies that enable the understanding of CE to be improved from the perspective of Education for Integrality. 

Kindergarten Teachers. Continuing Education. Education for Integrality. 

 

Formazione continua dal punto di vista dell'educazione alla integrità: una necessità per gli insegnanti di asilo

RIASSUNTO

Il presente testo condivide le implicazioni emerse da una ricerca qualitativa sull'approccio ermeneutico, il cui scopo era comprendere come le azioni di formazione continua offerte all'insegnante di scuola materna, dal Segretariato per l'educazione municipale de la cittá di Florianópolis / Sud del Brasil, nel 2013-2015, ha istigato una formazione nella prospettiva di un'educazione per il tutto. I risultati di questo studio hanno rivelato che: le concezioni della formazione continua. Le azioni offerte dalle secreterie de insegno sono state migliorate nel corso del periodo pero non hanno contemplato le dimensioni costitutive del ESSERE nella sua pianificazione. Sebbene il Segretariato non abbia concepito tali azioni a tale scopo, queste dimensioni permeano il suo sviluppo e riconosce l'importanza di abilitare con una fornazione continua. In questa prospettiva, tuttavia, sottolinea la fragilità della comprensione della materia, la necessità e l'interesse a investire in studi che consentano di migliorare la comprensione di questa formazione dal punto di vista dell'Educazione per essere completo.

Insegnanti di scuola materna. Formazione permanente. Educazione per la completezza. 

 

La educación continua desde la perspectiva de la Educación para la Integralidad: una necesidad del maestro de jardín de infantes

RESUMEN

Este artículo comparte las implicaciones que surgieron de una investigación cualitativa con un enfoque hermenéutico, cuyo propósito era comprender cómo las Acciones de Educación Continua - CE ofrecieron al Maestro de Kindergarten, por la Secretaría Municipal de Educación - SME de Florianópolis / SC, en el período 2013-2015, instigó la capacitación en la perspectiva de una Educación para la Integralidad. Los resultados de este estudio revelaron que: las concepciones de CE que respaldaron las acciones ofrecidas por las PYME se mejoraron durante el período; Sin embargo, al pensar en las acciones de CE no contempló las dimensiones constitutivas de SER en su planificación, aunque la Secretaría no concibió tales acciones para este propósito, entiende que estas dimensiones impregnaron su desarrollo y reconoce la importancia de habilitar CE en esta perspectiva. Sin embargo, señala la fragilidad sobre la comprensión del tema, señala la necesidad y el interés de invertir en estudios que permitan mejorar la comprensión de la CE desde la perspectiva de la Educación para la Integralidad. 

Maestros de Kindergarten. Educación continua. Educación para la integralidad.


Texto completo:

PDF

Referências


APPOLINÁRIO, F. Dicionário de metodologia científica: um guia para a produção do conhecimento científico. São Paulo: Atlas, 2009.

BRASIL. Série Educação Integral. Texto Referência para o Debate Nacional. 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cadfinal_educ_integral.pdf. Acesso em: 1º nov. 2015.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Básica. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13677 -diretrizes-educacao-basica-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 1º nov. 2015.

CAPRA, F. Teia da Vida. 6. ed. São Paulo: Cultrix, 2001.

CATANANTE, B. A gestão do ser integral: como integrar alma, coração e razão no trabalho e na vida. São Paulo: Infinito, 2000.

CELLARD, A. A análise documental. In: POUPART, J. et al. A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. Petrópolis, Vozes, 2008.

CHARLOT, B. Da Relação com o Saber. Porto Alegre: ARTMED, 2000.

DICIONÁRIO ETIMOLÓGICO, 2015. Disponível em: http://www.dicionarioetimologico.com.br/educar/. Acesso em: 09 nov. 2015.

FLORIANÓPOLIS. Diretrizes Curriculares para a Educação Infantil. Disponível em: http://www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/pdf/25_05_2015_13.21.19.a8cfbc1ba4550 2447185ee928a98ce06.pdf. Acesso em: 24 ago. 2015a.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1997.

GALLEGOS, R. N. Uma Visión Integral de la Educacion – El corazón de lá educacion holista. Primeira Edición – ISBN e-Book: 978-607-00-3799-3. Guadalajara, Jal. México: Fundación Internacional para la Educación Holista. 2015.

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 1991.

MELLO, BARROS, SOMMERMAN. Educação e transdisciplinaridade. São Paulo: TRIOM, 2002.

MINAYO, M. (org.); GOMES, S. Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. Rio de Janeiro: Vozes, 2010, p. 243-256.

MORAES, M. C. Pensamento ecossistêmico, educação, aprendizagem e cidadania no século XXI. Petrópolis: Vozes, 2004.

MORAES, R e GALLIAZZI, M. C. Análise textual discursiva. Ijui: Ed. UNIJUI, 2013.

NÓVOA, A. Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, A. Os professores e a sua formação. 2 ed. Lisboa: Nova Enciclopédia, 1995.

NÓVOA, A. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009. OLIVEIRA, M. M. Como fazer pesquisa qualitativa. Petrópolis, Vozes, 2007.

ORIGEM DAS PALAVRAS, 2015. Disponível em: http://origemdapalavra.com.br/site/palavras/integral/. Acesso em: 09 nov. 2015.

PALMER, P. J. A coragem de ensinar: a vocação, as dificuldades e o potencial transformador de um professor. São Paulo: Editora da Boa Prosa, 2012.

PORTA, L. L; FRANCISCONE, F. Contribuições da Educação Continuada na construção da inteireza dos docentes da educação superior. Educação. Porto Alegre/RS, ano XXX, n°3(63), p. 557-569, 2007. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/viewFile/2750/2097. Acesso em: 28 set. 2012.

WILBER, K. Uma teoria de tudo: uma visão integral para os negócios, a política, a ciência e a espiritualidade. São Paulo: Cultrix, 2003.

YUS, R. Educação integral, uma educação holística para o século XXI. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002.




DOI: https://doi.org/10.33052/inter.v5i9.243591

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Dinorá MEINICKE, Andréia Mendes dos SANTOS

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.