ANÁLISE MORFOMÉTRICA, HIDROLÓGICA E PLUVIOMÉTRICA DA BACIA DO RIO PIRIÁ- PA

Bruna Roberta Pereira Lira, Aline Azevedo Andrade, David Figueiredo Ferreira Filho, Francisco Carlos Lira Pessoa, Lindemberg Lima Fernandes

Abstract


As Bacias Hidrográficas são importante para gestão e planejamento de recursos hídricos, conhecer as características físicas, hidrológicas, climáticas e a tendência a fenômenos, como enchentes são necessários. Neste contexto, realizou-se a análise das características morfométricas e do comportamento hidrológico da bacia do rio Piriá-PA, através da: Elaboração do modelo digital de elevação do terreno; Avaliação das variáveis morfométricas; e tratamento dos dados de chuva e vazão da estação, próxima ao exutório. A bacia tem área de 5.430,78 km², com grande variação das cotas de nível, os resultados do coeficiente de compacidade, índice de circularidade e do fator de forma, indicam um formato alongada, favorecendo o escoamento. No ordenamento foi classificada como de 4° ordem, demostra que a rede de drenagem possui baixa capacidade. Além disso, com os dados hidrológicos disponíveis obteve-se volume médio precipitado ao ano de 2.297 mm, com esse resultado estimou-se vazão mensal média de 395,6 m³/s e pela relação área-vazão tem-se 159 m³/s de vazão média, logo, diferença percentual de 56%.

Keywords


Características morfométricas; MDE; Análise Hidrológica.

References


ALVES, W. S.; SCOPEL, I.; MARTINS, A. P.; MORAIS, W. A. Análise morfométrica da bacia do Ribeirão das Abóboras – rio verde (GO), São Paulo, UNESP, Geociências, v. 35, n. 4, p.652-667, 2016

ANA, Agência Nacional de Águas do Brasil. Conjuntura dos recursos hídricos no Brasil 2017: relatório pleno. Agência Nacional de Águas. - Brasília: ANA, 2017.

BRASIL. Lei n. 9433, de 8 de janeiro de 1997. Institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, cria o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos.

Caderno da Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Ocidental / Ministério do Meio Ambiente, Secretaria de Recursos Hídricos. – Brasília: MMA, 2006.

CARDOSO, C. A.; DIAS, H. C. T.; SOARES, C. P. B.; MARTINS, S. V. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do Rio Debossan, Nova Friburgo, RJ. Revista Árvore, v.30, p.241-248, 2006.

COSTA, A. S. et al. Regionalização de curvas de permanência de vazão de regiões hidrográficas do estado do Pará. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 27, n. 4, p. 413–422, 2012.

COSTA, J. L. (2000) Programa Grande Carajás: Castanhal, Folha SA.23-V-C- Estado do Pará. Belém, CPRM. (Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil). CD-ROM

FONSECA, S. F.; SANTOS, D. C.; HERMANO, V. M. Geoprocessamento aplicado á análise dos impactos socioambientais urbanos: estudo de caso do bairro Santo Expedito em Buritizeiro/MG. Revista de Geografia (UFPE), v. 30, n. 3, 2013.

GONÇALVES, G. G. G.; DANIEL, O.; COMUNELLO, E.; VITORINO, A. C. T.; ARAI, F. K. Determinação da fragilidade ambiental de bacias hidrográficas, Curitiba, PR. Revista Floresta, v. 41, n. 4, p. 797 - 808, out./dez. 2011.

KLEIN, E. L.; MOURA, C. A. V. Síntese Geológica e Geocronológica do Cráton São Luís e do Cinturão Gurupi na Região do Rio Gurupi (NE-Pará / NW-Maranhão). 2003. Revista do Instituto de Geociências – USP. Geologia USP Série Cientifica, São Paulo, v. 3, p. 97-112, 2003.

MAMÉDIO, F. M. P.; CASTRO, N. M. D. R.; CORSEIUL, C. W. (2018). “Tempo de concentração para bacias rurais monitoradas na região do planalto basáltico no sul do Brasil”. Rega: revista de gestión del agua de America Latina. Vol. 15, 17 p.

MARINHO, C. F. C. E. Caracterização hídrica e morfométrica do alto curso da bacia hidrográfica do Rio Paraíba. 2011. 67 f. Monografia (Especialização em Geoambiência e Recursos Hídricos do Semiárido), Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2011.

OCHA, R. M.; LUCAS, A. A. T.; ALMEIDA, C. A. P.; NETO, E. L. M.; NETTO, A. O. A. Caracterização morfométrica da sub-bacia do rio Poxim-Açu, Sergipe, Brasil. Ambiente & Água, v. 9, n. 2, p. 276-287, 2014.

PAULA, M. R., CABRAL, J. B. P., MARTINS, A. P. Uso de técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento na caracterização do uso da terra da bacia hidrográfica da UHE Caçu – GO. Revista Geonorte, Edição Especial, v.4, n.4, p.1482 – 1490, 2012.

PESSOA, F. C. L.; BLANCO, C. J. C.; MARTINS, J. R. Regionalização de Curvas de Permanência de Vazões da Região da Calha Norte no Estado do Pará. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 16, n. 2, p. 65–74, 2011.

RÊGO, R. S.; GAMA, J. R. N. F. Solos, aptidão agrícola, cobertura vegetal e uso atual do Município de Viseu-PA. Programa de Integração Mineral em Municípios da Amazônia/PRIMAZ: Área Nordeste do Pará. Belém: CPRM, 1997. v. 3, p. 55.

RIBEIRO, E. G. P.; FERREIRA, B. M.; MACIEL, M. N. M.; PEREIRA, B. W. F; SOARES, J. A. C. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do igarapé do Una por meio de geotecnologias. Enciclopédia Biosfera, v.11, n.21, p. 2960. 2015.

RODRIGUES, R. S. S.; FERNANDES, L. L.; CRISPIM, D. L.; VIEIRA, A. S. A.; PESSOA, F. C. L. Caracterização morfométrica da bacia hidrográfica do Igarapé da Prata, Capitão Poço, Pará, Brasil.

Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável. V. 11, n. 3, p. 143-150, 2016.

SANTOS, A. M.; TARGA, M. S.; BATISTA, G. T.; DIAS, N. W. Análise morfométrica das sub-bacias hidrográficas Perdizes e Fojo no município de Campos do Jordão, SP, Brasil. Ambiente & Água, Taubaté, v. 7, n. 3, p. 195-211, 2012.

SILVEIRA, A. L. L. Ciclo hidrológico e bacia hidrográfica. In.: Hidrologia: ciência e aplicação. Org.TUCCI, C. E. M. (Org.). São Paulo: EDUSP, p 35-51. 2001.

STIPP, N. A. F.; CAMPOS, R. A.; CAVIGLIONE, J. H. Análise morfométrica da bacia hidrográfica do rio taquara – uma contribuição para o estudo das ciências ambientais. Portal da Cartografia, Londrina v. 3 n. 1, 2010.

VILLELA, S. M.; MATTOS, A. Hidrologia Aplicada. São Paulo: Editora Mc Graw Hill, 1975. 245p.

BRASIL. Política Nacional de Recursos Hídricos. Lei no 9.433, de 8 de janeiro de 1997. [S. l.]: MMA/ S

SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DO ESTADO DO PARÁ (SEMA-PA). Política de Recursos Hídricos do estado do Pará Lei Estadual n° 6.381, de 25 de julho de 2001. Disponível: . Acesso em: 01/11/2017.

RESOLUÇÃO N° 10 do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH) que regula a Política de Recursos Hídricos do Estado do Pará; Considerando a necessidade de definição de critérios de outorga de direito de uso de recursos hídricos em corpos d’água de domínio do Estado; de 03 de setembro de 2010.

MOREIRA, M. C.; SILVA, D. D. da. Análise de Métodos para Estimativa das Vazões da Bacia do Rio Paraopeba. RBRH - Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 19, n. 2, p. 313–324, 2014.




DOI: https://doi.org/10.29150/jhrs.v10.1.p45-54

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexadores / Base de Dados:

 

Google Scholar

 

Journal of Hyperspectral Remote Sensing - eISSN: 2237-2202