Referenciação e intertextualidade como constitutivas do fazer argumentativo em notícias

Joyce Emanuelli Barbosa Gomes

Resumo


Inserindo-se no campo da Linguística Textual, esta pesquisa busca analisar como textos do gênero notícia, comumente tidos como imparciais e neutros, argumentam e defendem determinado ponto de vista. Para tanto, apoiamo-nos em obras como a de Cavalcante (2012), Matos (2018), Cortez (2011; 2015; 2018), Carvalho (2018) e Amossy (2018), articulando os pressupostos de forma que seja possível mapear a orientação argumentativa das notícias de plataformas on-line de jornais como Estadão, O Globo, G1 e Diário de Pernambuco. Como resultados de análise, foi possível observar que há uma estreita relação entre os intertextos, de maioria por citação e paráfrase, e processos de referenciação, que pode ter o referente introduzido de maneira já recategorizada ou passar pela mudança por meio do diálogo entre textos ou redes referenciais. Buscando, por tanto, esclarecer tais questões, apresentaremos, inicialmente, os pressupostos para análise textual da argumentação em notícias aqui proposta, discutindo as noções de texto, referenciação e intertextualidade. Por fim, realizaremos a análise das notícias evidenciando o propósito argumentativo que a constitui.


Palavras-chave


referenciação; intertextualidade; argumentação; notícias; linguística textua

Referências


CARVALHO, Ana Paula Lima de. Sobre intertextualidades estritas e amplas. 2018. 133f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2018.

CAVALCANTE, M. M. Os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2012.

CAVALCANTE, M. M. Abordagens da argumentação nos estudos de Linguística Textual. ReVEL, edição especial vol. 14, n. 12, 2016.

CAVALCANTE, M. M. Por uma análise argumentativa na Linguística Textual. In: VITALE, M. A; PIRIS, E. L; CARRIZO, A. E; AZEVEDO, I. C. M. de. (orgs). Estudios sobre discurso y argumentación. Coimba: Grácio Editor, 2019.

CAVALCANTE, M. M; FILHO, V. C. Revisitando o estatuto do texto. Revista do GELNE, Piauí, n. 2, v. 12, 2010. p. 56-70.

CAVALCANTE, M. M.; FARIA, M. G. S; CARVALHO, A. P. L. Sobre intertextualidades estritas e amplas. Revista de Letras, Fortaleza, n. 36, v. 2, jul/dez, 2017. p.7-22.

CORTEZ, S. Pontos de vista em representação: a construção dos objetos de discurso em reportagens de revista feminina. Revista Investigações, n. 2, v. 24, julho/2011, p. 81-101.

CORTEZ, S. Análise dos processos referenciais em notícias à luz do ponto de vista. In: ATAÍDE, C. A. et al (orgs.). Estudos linguísticos e literários: questões de pesquisa e ensino no nordeste. Anais eletrônicos da Jornada Itinerante do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste. Recife: Pipa Comunicações, 2017, p.255-268.

CORTEZ, S.; KOCH, I. G. V. A construção heterodialógica dos objetos de discurso por formas nominais referenciais. ReVEL, n. 25, v. 13, 2015. p. 29-49.

KOCH, I. G. V; ELIAS, V. M. Ler e compreender: os sentidos do texto. 3. ed., São Paulo: Contexto, 2013.

MACEDO, Patrícia Sousa Almeida de. Análise da argumentação no discurso: Uma perspectiva textual. 2018. 235f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2018.

MARCUSCHI, L. A. O léxico: Lista, Rede ou Cognição Social?. In: NEGRI, L.; FOLTRAN, M. J.; OLIVEIRA, R. P. de. (orgs). Sentido e Significação. Em torno da obra de Rodolfo Ilari. São Paulo: Contexto, 2004.

MATOS, Janaica Gomes. As redes referenciais na construção de notas jornalísticas. 2018. 259f. – Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2018.

OLIVEIRA, Rafael Lima de. Uma análise textual do phatos em polêmicas. 2020. 133f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Linguística, Fortaleza (CE), 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Autor, concedendo à revista o direito à primeira publicação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

ISSN:1984-7408

 

Licença Creative Commons
Esta revista possui trabalhos licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.