A relação entre a variação hidrológica e os recursos pesqueiros no baixo Amazonas, Santarém, Pará (The Relationship between Hydrologic Variation and Fishery Resources at the Lower Amazon, Santarém, Pará)

Karine Lima Silva Bentes, Leidiane Leão Oliveira, Diego Maia Zacardi, Naurinete de Jesus da Costa Barreto

Resumo


Na Amazônia, as grandes flutuações do nível dos rios modulam a pesca e influenciam no quantitativo capturado pelos pescadores. Nesse sentido, objetivou-se caracterizar e avaliar o efeito da variação hidrológica sobre os recursos pesqueiros no município de Santarém, Pará. As informações sobre as espécies do pescado desembarcado foram obtidas por entrevistas realizadas com os pescadores no período de 2014 a 2015. Fases hidrológicas foram caracterizadas com base nos dados da estação hidrometeorológica de Santarém, disponibilizados pela ANA (2000 a 2015). A relação entre as espécies registradas e as variáveis ambientais (cota, precipitação e temperatura da água) foi verificada pela Análise de Correspondência Canônica (CCA). Observou-se que a flutuação sazonal do rio Tapajós é definida por quatro fases (enchente, cheia, vazante, seca), sendo que a cheia (7,77 m) e seca (2,28 m) são períodos extremos. Os menores volumes de produção de pescado ocorreram de dezembro a fevereiro, enquanto que os meses de abril e setembro apresentaram os maiores volumes. Nos meses de março a junho, prevalecem espécies das famílias Anostomidae, Prochilodontidae, Characidae e Pimelodidae, em novembro e dezembro (seca) a família Pimelodidae. Os dois primeiros eixos da CCA explicaram 52,4% da relação entre as espécies e variáveis, indicando que o período hidrológico é determinante na variação sazonal do pescado. Assim, o entendimento das variáveis hidrológicas junto aos recursos pesqueiros, são subsídios para auxiliar a gestão e o ordenamento da atividade.

 

 

 A B S T R A C T

In the Amazon, large fluctuations in rivers’ level modulate fishing and influence the quantity captured by fishermen. The objective of this study was to characterize and evaluate the effect of hydrological variation on fishery resources in the municipality of Santarém, Pará. Information on the fish species landed was obtained by interviews with fishermen from December 2013 to January 2015. Hydrological phases were characterized based on data from the Santarém hydrometeorological station (2000 to 2015). The relationship between the recorded species and environmental variables (water height, rainfall, water temperature) was verified by Canonical Correspondence Analysis (CCA). It was observed that the seasonal fluctuation of the Tapajós River is defined by four phases (rising, flood, lowing, dry), and the flood (7.77 m) and dry (2.28 m) are extreme periods. The lower volumes of production occurred from December to February, while the months of April and September presented the highest volumes. From March to June, species of the families Anostomidae, Prochilodontidae, Characidae and Pimelodidae prevail, in November and December (dry), only the family Pimelodidae. The first two axes of the CCA explained 52.4% of the relation between species and environmental variables, indicating that the hydrological period is determinant in the seasonal variation of the fish. Thus, the understanding of the hydrological variables along with the fishing resources, are subsidies for the better management of the activity.

Keywords: Hydrology, Tapajós River, Fishery.


Palavras-chave


Hidrologia, rio Tapajós, Pesca

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Almeida, M. C., 2010. Composição, abundância e pesca da ictiofauna como indicadores do estado de conservação de dois lagos de várzea no baixo rio Amazonas (Brasil). Dissertation (Masters). Belém.

Barthem, R. B., Fabré, N. N., 2004. Biologia e diversidade dos recursos pesqueiros da Amazônia, in: Ruffino, M. L. (Ed.), A pesca e os recursos pesqueiros na Amazônia brasileira. Manaus: Ibama/ProVárzea. p, 17-62.

Batista, V. S., Isaac, V. J., Fabré, N. N., Gonzalez, J. C. A., Almeida, O. T., Rivero, S., Júnior, J. N. O., Ruffino, M. L., Silva, C. O., Saint-Paul, U. 2012. Peixes e pesca no Solimões-Amazonas: uma avaliação integrada. Brasília: Ibama/ProVárzea. 276p.

Bittencourt, M. M., Amádio, S. A. 2007. Proposta para identificação rápida dos períodos hidrológicos em áreas de várzea dos rios Solimões-Amazonas nas proximidades de Manaus. Acta Amazonica 37, 303-308.

Braga, T. M. P., Rebêlo, G. H. 2014. Conhecimento tradicional dos pescadores do baixo rio Juruá: aspectos relacionados aos hábitos alimentares dos peixes da região. Interciência, 659-665.

Cardoso, R. S., Freitas, C. E. C. 2007. Desembarque e esforço de pesca da frota pesqueira comercial de Manicoré (médio Rio Madeira), Amazonas, Brasil. Acta Amazonica 37, 605-612.

Castro, L. A., Sousa, K. N. S. 2016. Desembarque pesqueiro no ano de 2015, na feira do pescado do município de Santarém, Pará. In: V Jornada Acadêmica e VI Seminário de Iniciação Científica da UFOPA: Pesquisa e educação na Amazônia 2016, Santarém, Pará.

Correa, M. A. A., Kahn, J. R., Freitas, C. E. C. 2012. A pesca no município de Coari, estado do Amazonas, Brasil. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca 6, 1-12.

CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos/Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Infoclima. v. 22, n. 10, novembro/2015. Available in: http://infoclima1.cptec.inpe.br/. Access in: 15/02/2017.

Cunico, A. M., Graça, W. J., Verissimo, S., Mauricio, L. 2002. Influência do nível hidrológico sobre a assembleia de peixes em lagoa sazonalmente isolada da planície de inundação do alto rio Paraná. Acta Scientiarum 24, 383-389.

Fisch, G., Marengo, J. A., Nobre, C. A. 1998. Uma Revisão Geral sobre o Clima da Amazônia. Acta Amazonica 28, 101-126.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível: http://cidades.ibge.gov.br. Access in: 10 fev. 2010.

Isaac, V. J., Barthem, R. B. 1995. Os recursos pesqueiros da Amazônia brasileira. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi, Série. Antropol 11, 295-339.

Isaac, V. J., Milstein, A., Ruffino, M. L. 1996. A Pesca Artesanal no Baixo Amazonas- Análise Multivariada das Capturas por Espécie. Acta Amazonica 26, 185-208.

Isaac, V. J., Ruffino, M. L., Melo, P. 2000. Considerações sobre o método de amostragem para a coleta de dados sobre captura e esforço pesqueiro no Médio Amazonas. IBAMA. Coleção Meio Ambiente. Série Estudos Pesca 22, 175-199.

Isaac, V. J., Silva, C. O., Ruffino, M. L. 2004. A pesca no Baixo Amazonas, in: Ruffino, M. L. (Ed.), A pesca e os recursos pesqueiros na Amazônia brasileira. Manaus: Ibama/PróVarzea. p. 185-211.

Junk, W. J. 1980. Áreas inundáveis - Um desafio para limnologia. Acta Amazonica 10, 775-795.

Lima, K. F., Almeida, I. C., Teixeira, J. A., Melo, R. A. 2016. A comercialização do pescado no município de Santarém, Pará. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca 9, 01-09.

Martins, E. V. 2009. Dinâmica da economia e das relações do trabalho da pesca artesanal no município de Santarém. Dissertation (Masters), Belém, UFPA.

Merona, B. 1995. Ecologia da pesca e manejo pesqueiro na região Amazônica. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi 11, 18.

Ramalho, E. E., Macedo, J., Vieira, T. M., Valsecchi, J., Calvimontes, J. 2009. Ciclo hidrológico nos ambientes de várzea da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá – médio rio Solimões, período de 1990 a 2008. Uakari 5, 61-87.

Santos, G. M. S., Santos, A. C. M. 2005. Sustentabilidade da pesca na Amazônia. Estudos Avançados 19 (54).

Silva, J. T., Braga, T, M. P. 2016. Caracterização da Pesca na comunidade de Surucuá (Resex Tapajós Arapiuns). Biota Amazônia 6, 55-62.

Soares, E. C., Teixeira, C. V., Oliveira, A. C., Parise, M., Pinto, W. H. A. 2008. Avaliação da pesca através do banco de estatística e SIG na região de Santarém, estado do Pará, Brasil. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca 3, 1-10.

Sousa, R. G. C. 2009. Distribuição espacial da pesca no lago grande de Manacapuru (Amazonas) – bases para subsidiar políticas de sustentabilidade para a pesca regional. Dissertation (Masters). Manaus, UFAM.

SUDAM/UFPA (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia/Universidade Federal do Pará). Boletim de alerta hidroclimático diário de Santarém-PA, 14/02/2017. Aplicações para alerta de desastres e ações de defesa civil. Available in: MERONA, B. Ecologia da pesca e manejo pesqueiro na região Amazônica. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. v. 11, n. 2, p. 18, 1995.

Zacardi. D M., Ponte, S. C. S., Silva, A. J. S. 2014. Caracterização da pesca e perfil dos pescadores artesanais de uma comunidade às margens do rio Tapajós, estado do Pará. Revista Amazônia: Ciência e Desenvolvimento 10, 1-21.

Zacardi, D.M. 2015. Aspectos sociais e técnicos da atividade pesqueira realizada no rio Tracajatuba, Amapá, Brasil. Actapesca 3, 31-48.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v11.4.p1478-1489

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License