Mapping of priority areas for environmental recovery of Rio Pomba city, Minas Gerais

Jaqueline Aparecida de Oliveira, Jeniffer Barroso da Silva, Kleber Mariano Ribeiro, Flávia Monteiro Coelho Ferreira, Roselir Ribeiro da Silva

Resumo


The present paper aimed to map the priority areas for environmental recovery of Rio Pomba city, Minas Gerais, as part of the creation of a strategic plan for environmental actions. In order to carry out the proposed approaches, the information layers (IL) geology, climate, land use, pedology and geomorphology of study area were mapped individually and transformed, by multicriteria analysis, in a single database using the geographic information system (GIS), resulting in the mapping of natural vulnerability to soil loss. The results showed that areas vulnerable to erosion processes, and priority to environmental restoration actions, were concentrated in declivity regions of study area, while regions classified as stable accumulated in permanent preservation areas (PPA) marginal to water resources. These results diverged from the field observations and the addition of an IL that demarcates the PPAs in multicriteria analysis was proposed as alternative. The new results were satisfactory, closer to the field inspections and this new methodology can be used in management of environmental restoration actions of city, in which should begin with the marginal PPAs and in the northern region.


Palavras-chave


strategic plan; degraded areas; soil loss

Texto completo:

PDF (English)

Referências


Almeida, F. C., Silveira, E. M. O., Paiva, L. L., Junior, F. W. A., 2019. Mapping of priority areas for forest recovery using multicriteria analysis in the Brazilian Atlantic Forest. Revista Ra’eGa 46, 113 – 124. DOI: 10.5380/raega.

Andrade, J., Sanquetta, C. R., Ugaya, C., 2005. Identificação de áreas prioritárias para recuperação da mata ciliar na UHE Salto Caxias. Espaço Energia, 3, 1-8.

Borges, P. P., Martins, P. T. A., Ferreira, A. A., 2016. Uso e ocupação do solo por meio de uma série histórica na bacia do rio Santa Teresa em Goiás. Revista Brasileira de Geografia Física 9, 296-304.

Chiarello, M., Graeff, R. N., Minetto, L., Cemin, G., Schneiderb, V. E., Moura, S., 2017. Determinação de agrotóxicos na água e sedimentos por HPCL-HRMS e sua relação com o uso e ocupação do solo. Química Nova, 40, 158-165. DOI: http://dx.doi.org/10.21577/0100-42.20160180.

Costa, B. S., Teixeira, A. C. E. A., 2017. Sociedades tradicionais, desenvolvimento econômico e meio ambiente: reflexões sobre a sustentabilidade como valor constitucional. Revista Direito Ambiental e Sociedade 7, 145-167.

Crepani, E., Medeiros, J. S., Filho, P. H.; Florenzano, T. G., Duarte, V., Barbosa, C. C. F., 2001. Sensoriamento remoto e geoprocessamento aplicados ao zoneamento ecológico-econômico e ao ordenamento territorial. INPE. São José dos Campos.

Coelho, R. H. V., 2014. Dinâmica do uso e ocupação do solo em uma bacia hidrográfica do semiárido brasileiro. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 18, 64-72. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-43662014000100009 .

Corrêa, E. A., Moraes, I. C., Lupinacci, C. M., Pinto, S. A., 2018. Influência do cultivo de cana-de-açúcar nas perdas de solo por erosão hídrica em cambissolos no estado de São Paulo. Revista Brasileira de Geomorfologia 19, 1-13. DOI: http://dx.doi.org/10.20502/www.ugb.org.br rbg.v19i2.1303.

Durán, G., Filho, W. P., Kuplich, T. M., 2018. Identificação espectral de materiais urbanos com a técnica Mapeador de ângulo espectral (SAM) e o sensor de alta resolução espacial Geoeye-1. Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul 31, 9-34.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 1979. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos. Rio de Janeiro.

Falcão, K. S., Leite, E. F., 2018. Avaliação do potencial natural à erosão hídrica na bacia do Rio Nioaque. Revista Geoaraguaia 8, 79-97.

Folharini, S. O., Oliveira, R. C., Furtado, A. L. S., 2017. Boletim Goiâno de Geografia [on line] 37. Disponível: https://www.researchgate.net/publication/319649330. Acesso: 23 mar. 2020. DOI: 10.5216/bgg.v37i2.49159.

Fushimi, M., Nunes, J. O. R., 2019. Fragilidade ambiental dos solos à erosão linear em setores de pastagem: estudo de caso em parte dos municípios de Presidente Prudente, Marabá Paulista e Presidente Epitácio, região extremo oeste do estado de São Paulo. Terra Livre 52, 663-694.

Gonçalves, D. S.; Souza, P. A.; Oliveira, A. L.; Martins, T. S., 2016. Diagnóstico ambiental e proposta de plano de recuperação da APP, fazenda Santa Juliana, Cariri do Tocantins – TO. Nucleus 13, 261-276.

Guerra, A. J., 2018. Geomorfologia e planejamento ambiental – Conceitos e aplicações. Revista de Geografia 35, 269-287.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2016. Available in: Accessed: 02 April 2018.

Jacovine, L. A. G., Corrêa, J. B. L., Silva, M. D., Valverde, S. R., Filho E. I. F., Coelho, F. M. G., Paiva, H. N., 2008. Quantificação das áreas de preservação permanente e de reserva legal em propriedades da bacia do Rio Pomba-MG. Revista Árvore 32, 269-278.

Jorge, N. L., Amaral, D. F., Neto, A. A. L., Trevisan, D. P., Moschini, L. E.,

Cassiano, A. M., 2017. Identificação de áreas prioritárias para a conservação e recuperação no município de Santa Lúcia-SP. Revista Brasileira de Geografia Física 10, 332-346.

Junior, E. L, Galo, M. L. B. T., Ivánová, I., 2018. Comparação entre abordagens de classificação por pixel e baseada em objeto para o monitoramento de recursos hídricos. Revista Brasileira de Cartografia 70, 1289 - 1309. DOI: 10.14393/rbcv70n4-46142.

Landau, E. C., Guimarães, D. P., 2011. Análise comparativa entre os modelos digitais de elevação ASTER, SRTM e TOPODATA. In: XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR). Curitiba - PR. Anais… Curitiba: XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto.

Leal, J. M., Aquino, C. M. S., Aquino, R. P., Valladares, G. S., 2019. Vulnerabilidade ambiental no município de São Miguel do Tapuio, Piauí: Bases para o ordenamento territorial. Revista Brasileira de Geografia Física 12, 608-621.

Lima, M. M. P., Silva, L., 2018. Análise da Vulnerabilidade Natural da Bacia Hidrográfica do Rio Banabuiú, com Apoio de Geotecnologia. Revista Brasileira de Geografia Física 11, 1442-1457.

Machado, L. N., Loss, A., Bacic, I. L. Z., Dortzbach, D., Lalane, H. C., 2017. Vulnerabilidade à perda de solo na microbacia Lajeado Pessegueiro, Brasil. Scientia Agropecuária 8, 137-147. DOI: http://dx.doi.org/10.17268/sci.agropecu.2017.02.08.

Matiello, S. Cerri, F., Pagani, C. P., Lima, J. S., 2017. O uso do geoprocessamento para delimitação e análise das áreas de preservação permanente de um córrego em nova Mutum Paraná– RO. Revista Presença Geográfica 6, 40-50. DOI: http://doi.org/10.36026/rpgeo.v4il.2622.

Melo, E. Z., Sousa, Y. C. B., Marrama, T. M., Carvalho, H. P., 2019. Índice de vulnerabilidade do solo na bacia hidrográfica do Rio das Pedras – MG. Revista Gestão e Sustentabilidade Ambiental 8, 563-581. DOI: 10.19177/rgsa.v8e12019563-581.

Moura, M. M., Neto, J. R. A., Palácio, H. A. Q., Batista, F. J. A., Sousa, M. M. M., 2017. Vulnerabilidade à erosão quanto aos aspectos solo e vegetação em uma bacia hidrográfica no semiárido. Revista Entorno Geográfico 13, 100-113. DOI: https://doi.org/10.25100/eg.v0i13.6033.

Nascimento, M. C.; Riva, R. D. D.; Chagas, C. S.; Oliveira, H.; Dias, L. E.; Fernandes, F. E. I.; Soares, V. P., 2006. Uso de imagens do sensor ASTER na identificação de níveis de degradação em pastagens. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 10, 196-202. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-43662006000100029.

Oliveira, D. S., 2017. Análise de índices de vulnerabilidade física com o

uso de geotecnologias na região da Barreira do Inferno. Dissertação (Mestrado) Natal, Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Pinto, C. P.; Silva, M. A., 2014. Mapa Geológico do Estado de Minas Gerais. Codemig/CPRM.

QGIS, D. T., 2011. Quantum GIS geographic information system. Open Source Geospatial Foundation Project, 45.

Ribeiro, A. S., Mincato, R. L., Curi, N., Kawakubo, R. S., 2016. Vulnerabilidade ambiental à erosão hídrica em uma sub-bacia hidrográfica pelo processo analítico hierárquico. Revista Brasileira de Geografia Física 09, 16-31.

Rodrigues, I., 2018. Fragilidade a erosão hídrica no município de Sananduva-RS com base na relação entre declividade, uso e cobertura da terra e processos erosivos. Dissertação (Mestrado). Santa Maria, Universidade Federal de Santa Maria.

Rodrigues, L. P., Leite, V. A. W., Ayach, L. R., 2018. Análise da vulnerabilidade à perda de solo na Área de Proteção Ambiental (APA) Estrada Parque de Pirapitunga, municípios de Aquidauana e dois irmão do Buriti (MS). Revista Eletrônica da Associação dos Geógrafos [on line] 27. Disponível: https://periodicos.ufms.br/index.php/RevAGB/article/view/5936. Accessed: 23 mar. 2020.

Rodrigues, T. W. P.; Guimaães, U. S.; Rotta, L. H. S.; Watanabe, F. S. Y.; Alcântara, E.; Imai, N. N., 2016. Delineamento amostral em reservatório utilizando imagens Landsat-8/OLI: Um estudo de caso no reservatório de Nova Avanhandava (Estado de São Paulo, Brasil). Boletim de Ciências Geodésicas 22, 303-323. DOI: https://doi.org/10.1590/S1982-21702016000200017.

Rovani, F. F. M.; Vieira, M., 2016. Vulnerabilidade natural do solo de Silveira Martins - RS. Floresta e Ambiente n. 23, 151-160. DOI: https://doi.org/10.1590/2179-8087.125614.

Santos, A. M., Schott, E. F. C. S., Soares, D. O., 2018. Vulnerabilidade natural à perda de solos na Flona Bom Futuro e seu entorno próximo/estado de Rondônia. Revista Geonorte 9, 24-44. DOI: 10.21170/geonorte.2018.V.9.N.32.24.44.

Santos, H. G., Jacomine, P. K. T., Anjos, L. H. C., Oliveira, V. A., Lumbreras, J. F., Coelho, M. R., Almeida, J. A., Cunha, T. J. F., Oliveira, J. B., 2013. Sistema brasileiro de classificação de solos, 3.ed. EMBRAPA, Brasília.

Saraiva V. I. C., Silva A. S., Santos J. P. C., 2016. Uso do mapa de solos como subsídio para definição de susceptibilidade à erosão na Bacia Hidrográfica São João, Lagos e Uma. Geo UERJ, 354-373. DOI: 10.12957//geouerj.2016.19660.

Silva, J. L. G.; Wegner, N.; Osman, Y.; Alves, A. R., 2016. Delimitação de áreas de preservação permanente em topo de morro utilizando o QGIS. Simpósio internacional SELPER. Argentina.

Silva, M. P., Nascimento, M. C., Cerqueira, J. A. C., 2016. Avaliação de impactos na cobertura vegetal na Área de Proteção Ambiental de Santa Rita. Revista Contexto Geográfico 1, 107 – 123.

DOI: http://dx.doi.org/10.28998/2595-7236contageo.vli2.6098.

Silva, R. R., 2014. Bacia do rio Pomba (MG): Uso e ocupação do solo e impactos ambientais nos recursos hídricos. Tese (Doutorado). Goiânia, Universidade Federal de Goiás.

Silva, V. C. O., Ferreira, R. L., 2018. Sistema de Gestão Ambiental: Utilização do PDCA para redução de custos e melhoria contínua nas organizações. Caderno Meio Ambiente e Sustentabilidade 13, 112-146.

Souza, J. B., Rios, A. E. R., Nascimento, E. M., Fonseca, G. O., Macedo, J. L. A., Vianini, K. N., Almeida, T. L. N., 2016. Recuperação da área degradada e planejamento ambiental do Parque Gentil Diniz – Contagem/MG. E-xacta 9, 63–78. DOI: 10.18674/exacta.v9i1.1767.

Trevisan, D. P., Moschini, L. E., Dias, L. C. C., Gonçalves, J. C., 2018. Avaliação da vulnerabilidade ambiental de São Carlos – SP. Revista Ra’eGa 44, 272 -288. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v44i0.50439.

Trevisan, D. P., Moschini, L. E., Trevisan, B. P., 2018. Avaliação da vulnerabilidade dos solos à erosão no município de São Carlos - SP. Revista Revista de Geografia 35, 354-370.

Vieira, A. T.; Magalhães, M. F.; Silva, M. V. C., 2017. Uso da terra como facilitador da degradação ambiental no município de Santa Quitéria, Ceará. Revista Brasileira de Geografia Física 10, 1329-1345.




DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v13.4.p1792-1801

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License